A Culpa é das Estrelas: 13 lições que aprendemos com Hazel e Gus

A adaptação da obra de John Green levou 5,5 milhões de brasileiros aos cinemas e marcou nossa vida para sempre

Por Mariana Toledo e Gabriela Zocchi - Atualizado em 22 jan 2018, 16h34 - Publicado em 5 dez 2014, 12h20
Promoção CAPRICHO Volta às Aulas 2018
Divulgação/CAPRICHO

Quando foi lançado, em 2014, A Culpa é das Estrelas era um dos filmes mais esperados do ano, e só poderia ser o mais bem-sucedido também, né? A história de amor de Hazel (Shailene Woodley) e Gus (Ansel Elgort), dirigida por Josh Boone, levou 5,5 milhões de brasileiros aos cinemas. No mundo, o sucesso foi igual: mesmo custando 12 milhões de dólares (o que para o cinema é pouco, acredite), a produção faturou 120 milhões dólares nos EUA e outros 120 milhões ao redor do mundo. Quer prova maior de que o amor verdadeiro é universal? Todo mundo amou!

É claro que existem muitas razões para o sucesso, como um elenco incrível, um roteiro emocionante e um trilha sonora maravilhosa, mas foram as lições que o filme ensinou que mudaram a nossa vida pra sempre. Quer ver?

1. “Alguns infinitos são maiores que os outros”.

a-culpa-e-das-estrelas-banco
Fox Films/Reprodução

A primeira lição vem desta que é uma das frases mais inspiradoras do filme (e do livro também!). Tudo é infinito enquanto dura. Por isso, não importa o tamanho do infinito que você esteja vivendo, contanto que aproveite cada segundo. Hazel até sonhava com um infinito maior, mas jamais abriria mão dos poucos – e inesquecíveis – dias que teve com Gus.

2. A felicidade mora nas coisas mais simples.

Continua após a publicidade
a-culpa-e-das-estrelas-ok-ok
Fox Films/Reprodução

É só se lembrar um pouquinho da história de Hazel e Gus. Mesmo com o mundo deles prestes a desmoronar, eles não viviam tristes e nem se consideravam infelizes, certo? Muito pelo contrário. Eles davam valor a cada momento, cada sorriso, cada conversa. A gente não precisa de fogos de artifício pra eternizar cada segundo da nossa vida. É só abrir o coração.

3. Veja pelo lado positivo. Sempre.

a-culpa-e-das-estrelas-amsterda
Fox Film/Reprodução

Uma das lições mais lindas da história. Mesmo com câncer, enfrentando tantas dificuldades, os dois não abriram mão da felicidade, ainda que ela durasse pouco. Então pra quê deixar os problemas bobos do nosso dia a dia afetarem a nossa vida? Diante da dificuldade, prefira sorrir e seguir em frente. É um jeito mais leve de encarar as dificuldades.

4. Diga que ama.

a-culpa-e-das-estrelas-te-amo-hazel-grace
Fox Films/Reprodução

A gente nunca sabe o dia de amanhã. Então, lembre-se sempre de dizer o quanto as pessoas, sejam seus amigos, namorado ou família, são especiais para você. Isso tem que ser feito agora, e não depois.

Continua após a publicidade

5. “Vamos viver o melhor de nossa vida hoje”

a-culpa-e-das-estrelas-funeral-gus
Fox Films/Reprodução

Muitas vezes, a gente fica adiando encontrar as pessoas de quem a gente gosta, sair, se divertir, viajar e ver os amigos por pura preguiça. E não pode ser assim. A gente só tem essa vida. Ela precisa ser aproveitada ao máximo. Hazel e Gus sabiam disso, sabiam que não tinham tempo a perder.

6. Não tenha medo de mostrar seus sentimentos.

isaac-a-culpa-e-das-estrelas
Fox Films/Reprodução

Muita gente tem mania de guardar pra si o que está pensando ou sentindo – seja por vergonha de se abrir, por receio, por medo. Se você estiver triste, fale o que está te magoando. Desabafar só vai te fazer bem. Se estiver com vontade de chorar, chore. Guardar isso dentro do peito vai te sufocar.

7. Não tente controlar o destino.

Continua após a publicidade
a-culpa-e-das-estrelas-hazel-chorando
Fox Films/Reprodução

Se as coisas não saíram do jeito que você esperava, não precisa ficar culpando o universo e reclamando para todo mundo ouvir. Isso não vai mudar. Levante a cabeça, pense em novas possibilidades e invente outro jeito de agir. “O mundo não é uma fábrica de realização de desejos”, lembra?

8. Se uma pessoa te ama, ela gosta de você exatamente como você é.

a-culpa-e-das-estrelas-maos-dadas
Fox Films/Reprodução

No livro, Gus não cansa de ensinar isso pra gente. Ele ama Hazel com todas as suas qualidades e defeitos, não importa o que aconteça. E é assim que tem que ser.

9. Não desista do amor.

a-culpa-e-das-estrelas-flores
Fox Films/Reprodução

Mesmo que a pessoa não tenha te dado bola logo de cara. Mesmo que pareça não ter nada a ver. Mesmo que você esteja com medo do que ela vai pensar. Vá em frente. Sério.

Continua após a publicidade

10. Valorize seus amigos.

a-culpa-e-das-estrelas-ovos
Fox Films/Reprodução

No livro, Gus teve bons amigos ao seu lado até o fim. Por isso, escolha e cuide bem dos seus. Não deixe a falta de tempo virar desculpa, não deixe o Whatsap matar o contato físico, não deixe o tempo apagar o sentimento.

11. O amor pode acontecer a qualquer hora, em qualquer lugar.

a-culpa-e-das-estrelas-é-uma-metafora
Fox Films/Reprodução

A gente sabe que o que a Hazel menos esperava naquele momento era encontrar um namorado. Ela estava indo ao grupo de apoio de jovens com câncer toda desanimada e até com má vontade, lembra? Aí, do nada, ela conheceu o Gus. E o resto você já sabe.

12. Vá atrás do que você quer – mesmo que isso pareça impossível.

Continua após a publicidade
a-culpa-e-das-estrelas-escritor-peter-van-housen
Fox Films/Reprodução

Na cabeça de Hazel, ela jamais viajaria para Amsterdã, muito menos para encontrar seu escritor favorito. Tudo bem, o encontro não foi legal, mas às vezes a jornada é mais importante do que o destino. Van Houten pode ter sido um monstro, mas viajar com Gus foi maravilhoso.

13. Escolha ser feliz

a-culpa-e-das-estrelas-okay
Fox Films/Reprodução

E abra um sorriso. Nem sempre tudo dá certo. Na escola, com as amigas, com os garotos… Pode ficar triste, mas não vale achar que tudo está perdido. Se você se sentir assim, se lembre de Hazel e Gus: quando tudo parecia perdido, eles descobriram um no outro um motivo pra viver.

Publicidade