7 vezes em que sofremos junto com a Tereza de Velho Chico

A partir de segunda-feira (11/4) começa nova fase da personagem vivida por Julia Dalavia

Por Bruno Dias Fotos: Reprodução/ TV Globo Atualizado em 24 ago 2016, 14h21 - Publicado em 10 abr 2016, 10h40

Começa uma nova fase em Velho Chico nesta segunda-feira (11/4). Agora vamos encontrar Maria Tereza sendo interpretada por Camila Pitanga e não mais por Julia Dalavia.

E quem ver Tereza voltando para Grotas, 30 anos depois de ter se casado com Carlos Eduardo (que agora é vivido por Marcelo Serrado), precisa se lembrar o tanto que ela já sofreu em Velho Chico.

Olha, não foi pouco sofrimento, não. Relembre com a gente:

Morte de Leonor

O sofrimento de Maria Tereza (Julia Dalavia) em Velho Chico começa bem antes do romance com Santo (Renato Góes). Ainda pequena, Tereza precisou superar a primeira grande perda de sua vida quando sua mãe, Leonor (Marina Nery), morre no parto ao dar à luz seu irmãozinho.

Começa o romance proibido

Tereza e Santo se conheceram na procissão de São Francisco, quando ainda eram crianças e interpretavam Nossa Senhora e São José, respectivamente. O que os dois não sabiam é que naquele dia iam se apaixonar e viver um romance proibido, já que seus pais – Afrânio (Rodrigo Santoro) e Belmiro (Chico Diaz) -, se odeiam. “Meu pai me mata se souber que eu vim aqui!”, diz Tereza, oito anos depois do primeiro encontro com Santo, durante uma aventura ao lado do amado no rio São Francisco, local onde mergulharam para fugir da briga dos pais naquela procissão de quando eram crianças.

Afrânio surta ao saber de Santo e Tereza

Com Tereza e Santo cada vez mais apaixonados e se encontrando com maior frequência, não demora para Afrânio descobrir que sua filha está saindo com o filho de seu inimigo. Cícero (Pablo Morais), que é apaixonado por Tereza, vai dedurar os encontros secretos dela para o coronel, que ficará furioso e tirará satisfações com a filha. “Quer você queira, quer não, nós dois vamos nos casar!”, fala Tereza para o pai, logo após ter passado uma tarde de amor com Santo na cachoeira. Com a declaração da filha, Afrânio ameaça: “Você vai aprender, de uma vez por todas, a me respeitar!”.

Continua após a publicidade

Tiro e mais sofrimento

A primeira medida do coronel para afastar Tereza de seu namorado é trancar a filha em seu quarto. Sabendo disso, Santo corre até a fazenda para pedir a mão da namorada em casamento. Claro que rola uma confusão por lá! Desesperada no quarto, Tereza ouve um tiro e logo pensa no pior. “Santo! Não… Não pode ser…”, diz ela aos prantos.

Internato e gravidez

No internato em Salvador, Tereza descobre que está grávida de Santo e logo começa a planejar uma fuga ao lado do amado. “Meu pai vai me matar quando descobrir. Eu preciso fugir daqui, de qualquer jeito”, diz ela em conversa com Martha (Adriana Gabriela). “Algum lugar onde eu possa ter meu filho em paz.”

O beijo de Luzia em Santo

Luzia (Larissa Góes) sempre fez de tudo para ficar com Santo e, em um momento de fragilidade do rapaz, acaba roubando um beijo dele. Sabe o pior? Tereza vê tudo, justo quando estava decidida a lutar de vez para ficar com o namorado e criar seu filho ao lado dele. Desesperada com a cena, Tereza chega a dizer: “Eu vou arrancar esse amor de dentro de mim… Eu tenho que arrancar esse amor de dentro de mim, custe o que custar!”.

Casamento arranjado com Carlos Eduardo (Rafael Vitti)

Sem opção e grávida, Tereza acaba de casando com Carlos Eduardo em uma casamento arranjado por Afrânio, que fez de tudo para conseguir um pretendente que assumisse o filho que ela está esperando, fruto do romance proibido com Santo. No dia do casamento, enquanto se arrumava ao lado de Doninha (Barbara Reis) e Iolanda (Carol Castro), Maria Tereza é só tristeza, chorando muito. “Não é hora de pensar em você, Tereza… Você tem que pensar nessa criança… Nessa criança e em mais ninguém… Mais ninguém!”, fala a cantora, numa tentativa de acalmá-la.

Continua após a publicidade
Publicidade