18 mulheres que estão arrasando no mundo da TV

Confira as showrunners que comandam algumas das maiores séries atualmente

Por Priscila Harumi 21 jan 2018, 11h30

Ainda não consegui tirar da cabeça o discurso maravilhoso da Oprah no Globo de Ouro 2018. Mais ainda depois das demonstrações de protesto que aconteceram nesse último sábado, na Marcha das Mulheres ou Women’s March nos Estados Unidos. Se você ainda não assistiu ao discurso da Oprah ou estava também muito emocionada com a vitória da Amy Sherman-Palladino que tinha acontecido segundos antes, dá o play aí:

Lembro de ler sobre os showrunners mais poderosos do mundo, em um artigo no fim do ano da Hollywood Reporter. Dos 50 nomes listados, apenas 16 nomes eram de mulheres – e isso que muitas delas eram mencionadas junto com um homem, tipo Tina Fey e Robert Carlock ou Lisa Joy e Jonathan Nolan. Achei meio assustadora essa proporção, apenas 32% eram mulheres em cargos altos no mundo da TV. Se considerarmos somente as mulheres mencionadas sem acompanhante masculino era apenas 22%.

Eu não entendo! Me desculpe, eu só… eu não entendo! NBC/Divulgação

Se isso acontece no mundo da TV, em que o discurso de empoderamento feminino tem ganhado cada vez mais espaço, imagina em outras áreas de trabalho. Infelizmente, ainda há uma diferença enorme e que ficou ainda mais claro quando logo em seguida ao discurso da Oprah, subiu ao palco Natalie Portman com o Ron Howard para anunciar os indicados ao prêmio de Diretor e ela lembra que eram todos homens.

E aqui estão os todos os homens indicados… Divulgação/Divulgação

Showrunner no mundo das séries é maior que diretor. Um showrunner não é necessariamente o criador da série, mas em muitos casos, costuma ser. É o cargo de maior responsabilidade, porque como o nome mesmo diz, é quem está conduzindo o show. Apesar do artigo da Hollywood Reporter, o mundo da TV está cheio de mulheres incríveis que estão dando show e conduzindo séries maravilhosas.

1) Amy Sherman Palladino – The Marvelous Mrs. Maisel

Divulgação/Divulgação

Ok, lá vou eu mais uma vez rasgar elogios para essa mulher incrível! Mas fala sério, ela é realmente incrível! E ela tem o total apoio do marido, o Dan Palladino, que escreve e dirige alguns episódios também. Para quem caiu aqui pela primeira vez, ela também é a criadora de Gilmore Girls e mudou a minha vida. Sem falar que essa nova série dela, a Mrs. Maisel, tem uma mensagem poderosíssima para o momento atual, mesmo se passando nos anos 60.

2) Rachel Bloom e Aline Brosh McKenna – Crazy Ex-Girlfriend

Divulgação/Divulgação

I´m just a girl, in looooveee… Rachel é incrível, tanto que não só é a showrunner, mas também a protagonista da série que criou, juntando música e humor – além de uma bela quantidade de romance. Ela se uniu a Aline, que roteirizou o filme O Diabo Veste Prada, e juntas são como yin e yang, equilibrando o sucesso.

3) Tina Fey – Unbreakable Kimmy Schmidt

Divulgação/Divulgação

Tina Fey é a poderosa chefona (o nome do livro autobiográfico dela). Ela ganhou todos os prêmios do mundo com 30 Rock e aí partiu para essa série da Netflix, em que faz uma pequena participação especial, junto com a maravilhosa Ellie Kemper. Ela começou lá no Saturday Night Live, como muitos comediantes, e agora é um dos nomes mais poderosos da comédia atual.

4) Mindy Kaling – The Mindy Project

Divulgação/Divulgação

A Mindy é outra que é uma das minhas musas inspiradoras. Ela começou lá na sala dos roteiristas de The Office e com um papel divertidíssimo com Kelly Kapour. Logo depois, partiu para a própria série, além de ter escrito dois livros best sellers. Ela agora está mais focada na carreira de cinema, já que vai participar do filme A Wrinkle in Time com a Oprah e Reese Whiterspoon, além de Ocean’s 8, o remake de Onze Homens e um Segredo, só com mulheres como Sandra Bullock e Rihanna.

5) Nahnatchka Khan – Fresh off the Boat

FOX/Divulgação

Essa série é a versão atual de Todo Mundo Odeia o Chris. Vale super a pena conferir essa divertida narrativa da família Huang. Nahnatchka é americana-iraniana e foi muito criticada quando a escolheram para comandar essa série baseada nas memórias do Eddie Huang, um verdadeiro americano chinês que ainda é listado como produtor da série. Mas ela tem feito um trabalho sensacional…

6) Marlene I. King – Famous in Love

ABC family/Divulgação

Nem preciso dizer que Marlene se eternizou por Pretty Little Liars, né? Além de estar mandando super bem em Famous in Love, série que tem Bella Thorne como protagonista e já confirmou que um dos episódios da segunda temporada será dirigido por Troian Bellisario, a Spencer de PLL.

7) Jenji Kohan – Orange is the New Black e GLOW

Divulgação/Divulgação

Jenji já foi roteirista de Gilmore Girls e Sex and the City, antes de ser a co-criadora de Orange is the New Black. Mas antes do sucesso absoluto da Netflix, já era famosa por ser a criadora de Weeds. Agora, ela tem comandado a série GLOW, que tem sido um sucesso atrás de outro.

8) Marti Noxon and Sarah Gertrude Shapiro – UnREAL

Marti Noxon (de rosa) e Sarah Gertrude Shapiro TCA/Divulgação

Apesar dos muitos problemas de backstage, as duas são as comandantes de UnREAL, ou pelo menos eram. Os rumores são de que elas não se entendiam nos bastidores. Sarah sendo uma das ex-produtoras de The Bachelor e Marti quem entrou com a experiência de conduzir uma série. A questão é que elas não se deram bem e Marti deixou a série no segundo ano. Stacy Rukeyser é uma das produtoras que vai vestir o chapéu de showrunner nessa 3a temporada, junto de Shapiro.

9) Julie Plec – The Originals

Julie no centro, segurando a garrafa de champagne, depois do último photoshoot de TVD. Divulgação/Divulgação

Julie Plec é sensacional também! Depois de nos dar 171 episódios de The Vampire Diaries, ela ainda continuou seu trabalho com os Originais e traz vozes fortes para suas séries, independente de que ser sobrenatural seja. Ela conheceu Kevin Williamson quando trabalharam em Dawson’s Creek e desde então, essa parceria rendeu belos frutos.

Continua após a publicidade

10) Melissa Rosenberg – Jessica Jones

Divulgação/Divulgação

Melissa não só criou uma série de uma heroína badass e sensacional, como também incorpora essa atitude feminista fora das telas também, contratando somente mulheres para dirigir a 2ª temporada, que chega em breve na Netflix.

11) Jill Soloway – Transparant e I Love Dick

Emmy Awards/Divulgação

Jill criou uma série importantíssima para o debate dos transgêneros, independente do que aconteça com a questão polêmica das acusações contra Jeffrey Tambor, o protagonista da série. Além disso, depois de todos os prêmios pelo seu trabalho em Transparent, a Amazon ainda lhe deu espaço para outra série, I Love Dick, que tem boas críticas e está na minha lista para assistir em breve.

12) Sarah Treem – The Affair

Divulgação/Divulgação

Ela está comandando somente uma das séries mais intensa sobre relacionamentos da TV. Ela também trabalhou na primeira temporada de House of Cards e escreveu três temporadas de In Treatment.

13) Jennie Snyder Urman – Jane the Virgin 

Divulgação/Divulgação

Eu gostava muito do trabalho dela em Emily Owens, MD., com a Mamie Gummer, uma das maravilhosas e talentosas filhas da Meryl Streep. Tanto que criei coragem pra dizer isso para ela, durante o evento de TV em Austin, que eu adoro participar, enquanto ela procurava a sala que deveria estar. Então, não é de se admirar todo o sucesso que tem tido com Jane the Virgin!

14) Liz Meriwether – New Girl

Divulgação/Divulgação

Quando você acha que não dá para encontrar alguém mais adorkable do que Zooey Deschanel, fica surpresa em conhecer a pessoa por trás da série. Liz é engraçada e tem esse jeitinho da Jess. Ela tinha trabalhado como roteirista em alguns filmes e conseguiu destaque quando roteirizou o longa Sexo sem Compromisso, com a Natalie Portman e Ashton Kutcher. Só então conseguiu que seu projeto foi aprovado pela FOX e trouxe New Girl para vida.

15) Michelle Ashford – Masters of Sex

Divulgação/Divulgação

E quem diria que uma série que fala sexo seria comandada por uma mulher? Ashford é a showrunner da série que mostra a vida de dois pesquisadores do comportamento humano relacionado ao sexo. Antes da série, ela já tinha ganhado um Emmy por ter sido roteirista de The Pacific.

 

16) Phoebe Waller-Bridge – Fleabag

Amazon/Divulgação

Phoebe tem ganhado espaço no mundo da TV britânica. Ela criou a maravilhosa série Fleabag (está disponível na Amazon Prime Video), que é uma adaptação de uma peça que ela tinha escrito. Aguardo ansiosamente pela segunda temporada, mas enquanto isso, ela tem trabalhado em outros projetos no cinema.

17) Brit Marling – The OA

Netflix/Divulgação

Eu fiquei surpresa quando estava lendo tudo sobre essa série maluca e hipnotizante da Netflix. A atriz que interpreta a protagonista também é a criadora, assim como em muitas séries que listei por aqui. Ela não tinha participado de nada significativo antes de The OA e ultimamente tem trabalhado na segunda temporada da série, que deixou muitos pontos em aberto, mesmo com uma primeira temporada linda.

18) Shonda Rhimes – Grey’s Antomy, How to Get Away with Murder, Scandal e For the People

Divulgação/Divulgação

E tem como fazer uma lista de showrunner super poderosas e não mencionar dona da coisa toda, né? Percebeu que é quem mais tem séries listadas aqui? Tudo bem que ela as cria, dirige, comanda e depois entrega nas mãos de alguém que confia (mesmo que caia um pouco na qualidade, na minha opinião) e parte para outra. Além de For the People, estou louca pra ver o que ela vai criar para a Netflix, já que deve ter ido para a empresa a peso de ouro. Veremos.

Com certeza, devo ter esquecido alguns nomes. Lembra de mais algum? Compartilhe comigo nos comentários ou conversar no Instagram @priharumi | Twitter @priharumi | TV Showtime priharumi

Continua após a publicidade
Publicidade