Em uma eleição polarizada, ambos os lados desejam o seu voto

Talvez você se pergunte: como eles pretendem fazer isso?

Por Da Redação Atualizado em 16 Maio 2022, 15h37 - Publicado em 16 Maio 2022, 06h00
Votar tornar o seu dia a dia melhor vale a pena - e ajuda até mesmo outros adolescentes como você.
Votar para tornar o seu dia a dia melhor vale a pena – e ajuda até outros adolescentes como você. Getty Images/Getty Images

Lembra que há poucos dias estávamos falando da importância de tirar o título de eleitor? Pois é. Deu resultado: nós somos mais de 2 milhões de jovens aptos a votar. O ponto é que a corrida eleitoral deste ano está tão polarizada, que os dois lados – eles mesmos, esquerda e direita – querem contar com o seu engajamento.

No terceiro vídeo do projeto editorial #CHnaEleição, a estagiária Bruna Nunes explica que, entre as táticas dos candidatos, estão as apostas no endosso de influenciadores, presença em aplicativos até então negligenciados, como TikTok, e produção de conteúdo que possa viralizar ou virar meme. Você já viu algo assim por aí?

Assista ao vídeo, que a gente te explica:

Você que acompanha a CAPRICHO já sabe porque política é importante, o que é o voto consciente e como ele pode te ajudar a escolher candidatos; e como usar as redes sociais para falar de política e o quanto seu repost pode, sim, eleger um presidente.

Mas nós sabemos: o público entre 16 e 24 anos apresenta a menor taxa de interesse pelas eleições, segundo o Instituto Datafolha. Apenas 31% dos entrevistados nessa faixa etária afirmaram ter “grande” interesse sobre o assunto. Essa é uma oportunidade de se conectar com o que está acontecendo no país.

Continua após a publicidade

Publicidade