Tudo que tá rolando no julgamento do DJ que assediou Taylor Swift

O DJ David Mueller apalpou o bumbum de Taylor por baixo de seu vestido em um meet&greet da Red Tour em 2013.

Taylor Swift passou por uma situação horrível no dia 02 de junho de 2013, que só agora está chegando a um desfecho. Enquanto fazia um Meet & Greet com fãs e convidados da Red Tour, a cantora foi assediada pelo DJ e radialista David Mueller.

Uma imagem divulgada pelo TMZ mostra o momento em que Mueller intencionalmente levantou a saia de Tay e apertou seu bumbum enquanto tirava uma foto com ela. O caso foi para o tribunal, mas só neste mês está sendo julgado. Antes de saber o que está rolando na corte, vem entender tudo o que aconteceu.

Foto do Meet&Greet que mostra o momento do assédio (TMZ/Reprodução)

O CASO

1- Após o assédio em 2013, Taylor ficou sem reação e contou o caso para apenas algumas pessoas, entre elas, sua mãe e empresária, Andrea. No julgamento, a mamãe Swift explicou que elas não denunciaram o acontecimento de cara porque não queria que isso “assumisse a vida” dela e que não queria que a filha “tivesse que revivê-lo através de entrevistas”.

Por que a denúncia surgiu, então?

2- No dia do assédio, Mueller foi escoltado para fora do show por seguranças e banido de todas as apresentações futuras da cantora. A equipe de Taylor também entrou em contato com a rádio Kygo, onde o DJ trabalhava e, dois dias depois, ele foi demitido. Dois ANOS depois, já em 2015, Mueller decidiu processar a cantora por difamação, dizendo que ela teria confundido ele com seu companheiro de trabalho, Eddie Haskell, o “verdadeiro responsável pelo episódio”, e a culpando por sua demissão. Ele estava pedindo 3 MILHÕES de dólares (!).

Taylor só trouxe o caso à tona após ter sido processada por David há dois anos. (Christopher Polk//Getty Images)

3- Um mês depois, em outubro, Taylor entrou com um contra-processo para se defender. “A senhorita Swift sabe exatamente quem cometeu o assédio. Foi David Mueller, e ela não está nem um pouco confusa sobre se foi ele ou seu colega de trabalho, o senhor Haskell, que cometeu tal ato”, dizia o contra-processo, que explicava pela primeira vez todo o ocorrido.

4- Mas Tay não está querendo ganhar nada com isso, não, viu? Ela pediu apenas um dólar pelo processo e, caso ganhe mais, pretende doar tudo para organizações de caridade dedicadas a proteger mulheres de atos de assédio sexual e desrespeito. Com sua ação, ela quer “dar exemplo para todas as mulheres assediadas em ambiente de trabalho”, disse seu advogado no tribunal.

5- Em novembro do ano passado, o caso ganhou novos contornos após o vazamento da foto que o radialista e sua namorada tiraram no Meet&Greet com Taylor. Mueller, então, mudou seu discurso. Em vez de dizer que o assédio tinha sido cometido por Eddie Haskell, disse que o episódio foi “um incidente”.

6- Em 7 de agosto deste ano, o processo começou a ser julgado. Ele deve ganhar um desfecho no dia 24, ou antes, caso o juiz decida.

O JULGAMENTO

Veja as principais declarações que aconteceram na corte sobre o caso:

Ilustração de Taylor, sua mãe e seu advogado no primeiro dia de julgamento. (Reprodução/Twitter)

Dia 8/08 – Primeiro depoimento de David Mueller

-Mueller diz que tocou nas costelas de Taylor e que não a tocou inapropriadamente em 2013. Seu advogado diz que “Swift e sua equipe destruíram a vida dele”.

-David contou que teve uma reunião com 2 chefes no dia depois do show. “Queria saber de que eu estava sendo acusado e quem o estava fazendo”, disse.

-Advogado de Taylor pergunta: “A rádio te demitiu, não Taylor. Mas você processou ela, sua mãe e Frank Bell (diretor de rádio da Taylor), certo?”. Mueller diz que sim.

Ilustração de Taylor, sua mãe e seu advogado no segundo dia de julgamento. (Reprodução/Twitter)

Dia 9/08 – Segundo depoimento de Mueller e 1º depoimento de Andrea Swift e Frank Bell (diretor de rádio da Taylor)

David Mueller:

-Mueller acaba admitindo que sua mão está abaixo das costelas de Taylor na foto do encontro, diferente do que disse no dia anterior, e diz que sua mão “pode ter escorregado”, fazendo ele encostar na saia da cantora.

-Diz que quer recuperar sua reputação no rádio e limpar seu nome através de um julgamento era a única maneira.

-O diretor da rádio Kygo testemunhou que Mueller foi demitido pelo incidente da foto, por mudar histórias, e pelo fato de Frank Bell ter entrado em contato com a diretoria da rádio.

Ilustração de Andrea Swift depondo. (Reprodução/Twitter)

Andrea Swift:

“Fiquei chateada na medida em que senti que queria vomitar e chorar ao mesmo tempo”.

-Disse que sentiu que era importante para os empregadores do Mueller saberem o que aconteceu.

-“Isso nunca tinha acontecido antes. Era inconcebível … Foi chocante. Eu não queria que este evento definisse sua vida (da Taylor).”

-”Eddie Haskell nunca fez nada inapropriado para Taylor.”

”O incidente deixou Taylor assustada e humilhada”. Andrea disse que Taylor nunca pediu para que Mueller fosse demitido.

-“Existe a possibilidade de que foi alguém que não o Sr. Mueller?” advogado de Mueller pergunta. “Nenhuma”, Andrea diz.

Ilustração de Taylor e seu advogado no julgamento. (Reprodução/Twitter)

Frank Bell:

-Diz que não consegue imaginar nenhuma hipótese em que a equipe de Taylor possa ter feito pressão econômica na KYGO e que nunca disse para o chefe da KYGO o que pensar da foto de Swift e Mueller.

-“Taylor me contou pessoalmente sobre o que aconteceu.”

Dia 10/08 – Primeiro depoimento de Taylor Swift

-“Ele tocou em mim, tocou por muito tempo. Foi tempo o suficiente para eu saber que foi intencional”.

-“Ele ficou encostando nas minhas nádegas enquanto eu tentava me esquivar dele”.

-”Foi tudo bem assustador, porque nunca tinha acontecido antes”.

-”Isso não era algo que eu queria que soubessem”.

-”Seu cliente poderia ter tirado uma foto normal comigo”, disse para o advogado de Mueller.

-”Assim que eu não tinha mais nenhum fã por perto, reportei o ocorrido”.

Ilustração de Taylor dando seu depoimento no 3º dia de julgamento. (Reprodução/Twitter)

-Advogado questiona por que a saia de Taylor não estava mexida na frente: “Porque minha bunda fica na parte de trás do meu corpo… Essa é uma foto de seu cliente com a mão por baixo do meu vestido encostando na minha bunda. Nunca disse nada diferente.”

-”Ele viu seu cliente levantar minha saia (…) Eu não o estou julgando. Foi assustador, chocante e eu nunca tinha passado por isso antes”, Taylor sobre seu segurança não ter agido.

-Advogado de Mueller: “você está irritada com seu segurança?”. Taylor: “Estou chateada com seu cliente por colocar a mão por baixo da minha saia e encostar na minha bunda.”

-“Ele não tocou minha costela, ele não tocou meu braço … ele agarrou minha bunda …”

-”Eu já tive todo tipo de primeiro encontro estranho. Isso não foi incidental”.

-”Eu não vou deixar seu cliente tratar de forma alguma isso como se fosse culpa minha, porque não é”.

-O que aconteceu com Mueller “foi produto das decisões dele, não das minhas”.

Outros envolvidos no caso ainda devem depor no julgamento que pode ir até o dia 24 de agosto.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Gostaria de saber porque um assunto como esse está na categoria Diversão!

    Curtir