Vamos falar sobre feminismo e sororidade? Vamos, sim!

Precisamos falar sobre mulheres que ajudam e apoiam outras mulheres!

Por Da Redação - Atualizado em 18 dez 2017, 19h11 - Publicado em 19 fev 2016, 14h58

Oiii, lindas! Como vocês estão? Aqui é a Vitória Gomes e o post de hoje (meu post de estreia!) é sobre um assunto muito sério, ainda considerado tabu, mas que vamos quebrar em três, dois…

O tempo todo meninas sofrem com o machismo ao redor do mundo e muitos insistem em dizer que ele não existe ou não oprime ninguém. O mais triste de tudo não é nem quando um homem é machista, mas, sim, quando uma menina reproduz discursos machistas sem se dar conta do quão perigosos elas são para elas mesmas. Nós, garotas, temos que nos unir!

gpower

Cada uma deve lutar pela liberdade da outra para conquistar a sua própria. Por exemplo, quando uma menina tem uma atitude que, muitas vezes, é julgada de forma negativa pelos meninos. Você não deve se unir a eles, mas apoiar a garota.  Caso contrário, você estará dando abertura para mais rapazes oprimirem a sua “miga”. E aí, cada vez mais, você vai ter que se preocupar com a opinião alheia, com a forma como se veste, com os julgamentos que não deveriam mais existir.

Como consequência de tudo isso, muitas de nós crescemos com o sentimento de não sermos suficientes, assim, ficamos querendo mudar o que realmente somos. Mas, me diz uma coisa: você quer mesmo viver em um mundo assim? Onde não podemos ser quem realmente somos por medo de não sermos aceitas? De sermos julgadas? Sabe aquela frase: “seja a mudança que você quer ver no mundo”, de Gandhi? Pois é. Muitas famosas se posicionam em relação a isso, e já demonstraram várias vezes nas redes sociais e em entrevista, uma ideologia feminista e inclusiva em prol da sororidade.

1. Cara Delevingne
blog2A modelo e atriz já deixou bem explícito que é a favor do movimento feminista nas suas redes sociais, principalmente no Instagram.

Continua após a publicidade

2. Angelina Jolie
andgelinaConsiderada um dos maiores ícones feministas, Angelina inaugurou um centro acadêmico, no Reino Unido, para combater a violência contra mulheres em zonas de guerra. Ela disse que o objetivo da unidade é empoderar o sexo feminino!

3. Tove Lo
loA cantora sueca se mostra totalmente a favor da liberdade de corpos e não gosta que digam que só porque ela é mulher, deve se privar de algo.

4. Beyoncé
beyAcho que todo mundo conhece os hits Flawless e Pretty Hurts são músicas que falam por si só! <3

Então, meninas, vamos nos ajudar ao invés de ficar colocando uma contra outra. Não vamos fazer com que a coleguinha passe por uma situação que você jamais gostaria de passar. E nunca se silencie! Isso, afinal de contas, é a tal da sororidade. Todas nós somos bonitas e especiais do nosso jeitinho. Aceitem seus corpos e os ame. Libertem-se de todos esses padrões!

Vamos com tudo? O/

Beijos,
Vi Gomes

Continua após a publicidade
Publicidade