Toneladas de óleo vazaram no Ártico Russo; mancha pode ser vista do espaço

É o maior desastre ecológico da região de Norilsk, uma cidade no Ártico Russo

Por Gabriela Junqueira Atualizado em 8 jun 2020, 20h24 - Publicado em 8 jun 2020, 14h28
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Um acidente envolvendo um reservatório de diesel, que aconteceu no final de maio, em Norilsk, uma cidade no Ártico Russo, causou o maior desastre ecológico da região e as consequência podem ser vistas até do espaço, conforme relatório divulgado recentemente. 

Funcionários do Ministério de Situações de Emergência da Rússia realizam uma operação de limpeza no rio Ambarnaya, local em que ocorreu vazamento de diesel Denis Kozhevnikov / Colaborador/Getty Images

Em 29 de maio, um problema em um tanque de diesel de uma usina termelétrica subsidiária à russa Norilsk Nickel causou o vazamento de mais de 20 mil toneladas de combustível, sendo 15 mil no rio Ambarnaya.

Na última quarta-feira, o presidente Vladmir Putin decretou estado de emergência no país por causa do vazamento. De acordo com o Comitê de Investigação da Rússia, o vazamento causou impactos significativos ao meio ambiente.

  •  

    Quatro inquéritos estão sendo apurados, três deles investigam os impactos ao meio ambiente e o quarto apura se houve demora por parte dos responsáveis para informar o acidente, o que seria considerado negligência. 

    Continua após a publicidade

    De acordo com a AFP, a empresa afirmou que o reservatório foi danificado após os pilares de “gelo perene que o sustentavam por 30 anos” começarem a  ser afetados, o que poderia estar associado às mudanças climáticas.

    Devido às condições da região, do terreno e da pouca profundidade do rio, as operações se tornam ainda mais complicadas. Apenas uma semana após o desastre ter acontecido que as autoridades afirmaram que conseguiram conter o vazamento. Ainda segundo a AFP, o Ministérios das Situações de Emergência disse em comunicado que, até esse momento, “200 toneladas de gasolina, óleo e lubrificante foram coletadas”.

    Continua após a publicidade
    Publicidade