Socorro, aí vem o Enem! Saiba o que estudar e como dividir o seu tempo

A prova acontece nos dias 24 e 25 de Outubro e faz papel de vestibular (ou o complementa) em cerca de 500 universidades brasileiras

Por Malu Pinheiro Atualizado em 17 ago 2016, 17h25 - Publicado em 6 out 2015, 11h20

Temos certeza de que você já se desesperou ao pensar no Enem em algum momento deste ano, certo? Agora, com a data da prova se aproximando, esse assunto fica cada vez mais frequente e a ansiedade mais forte. Mas, calma! A CH vai te ajudar a enfrentar – e arrasar – nessas datas!

O que estudar?

O Enem explora temas concretos, ligados a questões sociais e políticas. Foque nas matérias em que tem mais dificuldade. “Por dois motivos: o primeiro é não gastar muito tempo chovendo no molhado, ou seja, reforçando conhecimentos que você domina. O segundo é estratégico: o vestibular é um concurso, e não um exame do colégio – a meta não é ‘ir bem’, mas ser melhor que os outros. E quem são os seus concorrentes? Provavelmente, quem escolheu determinada carreira por ser fraco em outras matérias”, explica o professor Pierluigi Piazzi, autor do livro Aprendendo Inteligência . Por exemplo, a maioria das pessoas que escolhe humanas, não vai tão bem em exatas. Para se destacar, você precisa se garantir nos cálculos. Entendeu?

Também há alguns assuntos que são previsíveis, dependendo da prova. Por isso, tentar resolver o exame de anos anteriores é uma boa. No Enem, é cobrado um bom domínio de todas as disciplinas. Manter-se por dentro das notícias que estão rolando no Brasil e pelo mundo também é fundamental.

Que hábitos podem me ajudar nessa hora?

Os professores são unânimes: o segredo de um ritmo campeão de estudos (e que não frite seus miolos) é o equilíbrio. Um dia bem aproveitado tem, em média, seis horas de aula, quatro de estudo, oito de sono e uma de atividade física. Nas cinco que sobram… faça o que estiver a fim! Uma rotina estressante e cheia de pressão pode te deixar sem ânimo de estudar (ou rendendo nada). Estar com a família, o namorado, ler um livro legal e sem compromisso… Tudo isso é muito importante!

Quer uma outra dica? Escreva! “Só existe uma forma de gravar: escrevendo. Não adianta ler por horas, tem que escrever. E não digitar! Se você escrever palavras e conceitos importantes no papel, isso vai para o seu HD; se você digitar, vai para o HD do computador”, comparou o professor Pierluigi.

E aí? Ficou um pouco mais calma? Fica tranquila, a CH está com você (também) nesse momento! <3

Continua após a publicidade
Publicidade