Sobrevivente de tiroteio recebe “carta de Dumbledore” escrita por J.K. Rowling

Aos 15 anos, adolescente se apoiou em frase dita por diretor de Hogwarts para superar tragédia.

Por Da Redação - Atualizado em 17 ago 2016, 14h24 - Publicado em 8 ago 2014, 16h20

A adolescente Cassidy Stay, de 15 anos, foi a única sobrevivente de um tiroteiro que ocorreu no dia 16 de julho deste ano, no Texas, Estados Unidos. E quando falamos única, pode acreditar. Toda a sua família foi morta na tragédia.

Recentemente, a garota foi surpreendida ao receber uma carta do diretor de Hogwarts, Alvo Dumbledore, em sua própria casa . Cass ainda recebeu uma varinha, uma cartinha de aceitação para cursar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e um exemplar autografado de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, seu livro favorito da série.

Foi justamente a frase “a felicidade pode ser encontrada inclusive nos momentos mais escuros; só é preciso se lembrar de acender a luz”, retirada do terceiro livro da saga, que deu forças para a jovem seguir em frente . Fã da saga, Cassidy citou o trecho da obra de J.K. Rowling em um discurso que concedeu a rede CBS, após a tragédia familiar envolvendo sua família e o ex-marido de sua tia, responsável pelas mortes.

Mas aonde queremos chegar? A verdade é que Dumbledore, na realidade, é a própria J.K. Rowling, que, sensibilizada pela história da menina, decidiu escrever uma carta em nome do diretor, confortando ainda mais o coraçãozinho da jovem.

O conteúdo da carta ainda não foi revelado. Mas ninguém duvida da capacidade de Alvo Dumbledore dar conselhos para lá de sábios. E, é claro, ninguém contesta a sensibilidade da autora.

Ah, Cass! Lembre-se também de outra frase que é dita em HP e o Prisioneiro de Azkaban, dessa vez por Sirius Black: ” aquele que amamos nunca nos deixam de verdade “.

Continua após a publicidade
Publicidade