#SeuLixoMeu luta por um planeta mais limpo usando também a arte

Idealizadores do projeto, que conta com o apoio da Isabella Santoni, contam que querem transformar a ação em uma ONG ainda este ano!

Por Isabella Otto Atualizado em 5 jun 2018, 13h44 - Publicado em 5 jun 2018, 13h39

Uma sacolinha plástica foi encontrada no lugar mais profundo dos oceanos no início de maio. Um lugar que, até então, estava intacto dos estragos causados por muito humanos, que continuam usando os oceanos como lixões à céu aberto. A notícia assustou muita gente, mas será que ela causou algum impacto efetivo em quem realmente precisa mudar seus hábitos? Esse é um dos questionamentos que o projeto #SeuLixoMeu faz. “Constam que sacolas plásticas são os maiores registros de lixo marinho, depois de garrafas, copos, canudinhos e talheres plásticos descartáveis”, informou na época em uma postagem do Instagram.

Alexandre Socci/Reprodução

O projeto promove ações conjuntas em prol de um planeta mais limpo. Mas não são apenas ações práticas de coleta de lixo, por exemplo. A conscientização também é feita por meio da arte!

  • Se você segue a atriz Isabella Santoni nas redes sociais, deve ter visto que ela participou de um ensaio fotográfico em que aparece vestida de sereia. Na verdade, tudo faz parte da campanha “O Mar Clama Por Ajuda”, idealizada pelo #SeuLixoMeu, que visa chamar a atenção dos impactos ambientais negativos causados por humanos. O surfista Caio Vaz, namorado da Isa, também participou da campanha.

    View this post on Instagram

    Nossa campanha, "O Mar Clama Por Ajuda", visa chamar sua atenção para os problemas causados pelos impactos do lixo nos oceanos e contou com a participação de vários voluntários que nos ajudaram desde o início deste projeto, nessas fotos, a atriz @isabellasantoni e o Surfista @caiogebaravaz , protagonizam o elo entre uma sereia sofrendo com o lixo em seu habitat e seu pedido de ajuda para “O Homem do Mar”, para alertar seus próximos para tal problema! Fotos: @alexandre.socci #Seulixomeu #mareslimpos #educaçãoambiental #logisticareversa #reciclagem #sereias #apequenasereia #cleanseas #savethemermaids #sirena #mermaids #turnthetideonplastic #beatpollution #consumoconsciente

    A post shared by #SeuLixoMeu (@seulixomeu) on

    Usar a arte como forma de conscientização é algo feito há anos e que continua dando resultados. Ainda mais quando algo lúdico é feito, como, no caso, o protesto das sereias em prol de suas casas – o mar. No Instagram, os idealizadores do @seulixomeu, Ale e Mari, compartilham informações sobre ecologia e sustentabilidade, além de promoverem encontros, campanhas e exposições.

    Continua após a publicidade

    Alexandre Socci é fotógrafo profissional há 11 anos e já realizou um trabalho sobre a poluição dos rios Tietê e Pinheiros, em São Paulo. Ele também já fotografou um ensaio que chama a atenção para a morte indiscriminada e ilegal de tubarões ao redor do mundo, chamado Sharks n’ Dresses. Junto com Marianna Menato, engenheira ambiental e de segurança, eles tocam o #SeuLixoMeu. “O Ale me convidou para fazer parte do projeto e, juntos, estamos unindo forças para tornar o #SeuLixoMeu uma ONG ainda este ano, com o intuito de ampliar nossas ações sócio-ambientais por meio de projetos de educação para escolas e empresas, além de campanhas audiovisuais que chamem atenção para estes problemas”, revelou Mari para a CAPRICHO.

    View this post on Instagram

    Ter tido a experiência de virar sereia pro projeto @seulixomeu fez meu estômago embrulhar. Tocou em lugares tão profundos que eu ainda tô digerindo. Tá me fazendo refletir sobre o momento da separação da nossa essência… Quando foi que o homem se desconectou da natureza? Estar ali, de sereia, integrada no lixo, me deixou impotente. Me vi enrolada no resto, tentando me libertar do lixo que nós criamos. Pensei sobre como a vida é cíclica e que tudo volta. O amanhã só vai existir se fizermos alguma coisa hoje. Só o agora que dá pra mudar. Obrigada @alexandre.socci pela iniciativa! Obrigada @leleveiga pela indicação! 🙏

    A post shared by Isabella Santoni (@isabellasantoni) on

    Nós apoiamos o projeto, a causa e todas as pessoas que lutam diariamente para transformar o mundo em um lugar melhor. Algumas mudanças podem começar, inclusive, em casa. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Ibope e divulgada nesta terça-feira, 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, 4 em cada 10 brasileiros não separam o lixo. A reciclagem residencial pode fazer uma grande diferença no futuro, mas como cobrar dessas pessoas se são pouquíssimos lugares do Brasil que têm coleta seletiva de lixo e estimulam essa prática?

    Talvez a raiz do nosso problema também esteja localizada em ~lugares mais profundos~ de nossa sociedade, e é aí que precisamos cada vez mais usar nossa voz para promover a transformação. Alguns artistas já usam sua fama para promover o debate e ajudar, inclusive financeiramente, projetos em prol da preservação do meio ambiente. É o caso de Leonardo DiCaprio e Mark Ruffalo. No Brasil, isso também acontece e é incrível ver uma menina jovem, como a Isa Santoni, usando sua voz para falar sobre um tema tão importante que, infelizmente, nem sempre é discutido com regularidade entre crianças e adolescentes.

    Seu lixo, meu lixo, nossa Terra.

    Continua após a publicidade
    Publicidade