S.O.S. Sexo: “É possível desenvolver IST tendo relação com só uma pessoa?”

Será que existe algum risco mesmo se os dois não se relacionarem com mais ninguém?

Por Da Redação - 23 ago 2019, 17h25

Depois que você inicia a vida sexual, é extremamente importante fazer exames regulares para verificar a existência de possíveis infecções sexualmente transmissíveis. Aliás, é exatamente para evitá-las que a camisinha deve ser usada. Mas, mesmo que a recomendação seja usar o preservativo, a dúvida de muita gente é se existe algum risco de surgir uma IST, quando duas pessoas não se relacionam com mais ninguém. Essa é a pergunta da nossa leitora J.D., que enviou: Estou em um relacionamento sério e nenhum dos dois possui ISTs, já realizamos os exames e deu tudo limpo. Mas tenho uma dúvida: é possível que algum desenvolva uma doença com o tempo? Considerando que só haverá relação sexual entre nós dois“.

Reprodução/Reprodução

Quem esclarece a dúvida é a Dra. Erica Mantelli, ginecologista, obstetra e sexóloga:

“Oi, J.D.! Sim, é possível que um dos dois possa apresentar exame positivo para IST, mesmo em um relacionamento conjugal estável em que não haja relação com outros parceiros. Isso porque quando se realiza os exames existe o período de latência para o exame positivar e começar a manifestar sintomas, então pode ser que o casal tenha feitos exames e estar tudo normal naquele momento, mas já existir algum início de doença que não foi diagnosticada. Por isso, é importante que casais com relacionamentos longos que querem ter relação sexual desprotegida sempre façam exames periódicos para continuar acompanhando se houve ou não manifestação de alguma doença em curso”.

Para não correr riscos, lembre-se: use camisinha! Combinado?

Continua após a publicidade

Quer participar com a sua pergunta? Envie para capricho@abril.com.br. Sua identidade fica anônima 🙂

 

Publicidade