Rihanna é chamada de gorda, mas ser gorda não é xingamento!

Mulheres famosas estão diariamente sendo chamadas de gorda, mesmo sem realmente estarem. Por que se preocupam tanto com isso?

Por Isabella Otto - Atualizado em 12 jun 2017, 15h20 - Publicado em 11 jun 2017, 13h32

Na última semana, um blogueiro do Barstool Sports usou uma foto da Rihanna para dar a entender que a cantora estava tentando transformar gordura em tendência. Essas foram as palavras do profissional:

Por que ainda acham que chamar alguém de gorda é xingamento?
“Será que Rihanna vai transformar ‘ser gorda’ na nova tendência?” Reprodução/Reprodução

Essa não foi a primeira vez que uma famosa (ou, melhor dizendo, uma mulher) foi alvo de comentários do tipo. Em 2016, a internet veio abaixo quando Selena Gomez apareceu com uns quilinhos a mais em uma praia do México. O fato de ela estar plena e usando um biquíni pequeno e cheio de recortes parece ter deixado as pessoas ainda mais incomodadas, como se discutir o peso da Sel fosse realmente mudar algo em suas vidas.

Ariel Winter já foi e é constantemente alvo de haters que tentam a insultar dizendo que ela está gorda. Demi Lovato também já passou por isso. Inclusive recentemente, quando foi clicada nos bastidores de uma sessão de fotos para a campanha da marca esportiva Fabletics. Esses foram alguns comentários que surgiram na web nesta semana:

Por que ainda acham que chamar alguém de gorda é xingamento?
“Demi Lovato era uma drogada e continua sendo gorda. Que fracasso!” e “Maldita Demi Lovato. Ela é uma gorda indecente com ombros largos feito homem”. Reprodução/Reprodução

Há três grandes problemáticas aqui que precisam ser mais uma vez discutidas – e a gente jura que não estamos forçando a barra e jogando o raio problematizador só para polemizar! Para começo de conversa, nós estamos em 2017 e as pessoas ainda insistem em usar o adjetivo gorda como xingamento. Mesmo que involuntariamente, você já pode ter feito isso e, definitivamente, conhece alguém que no meio de uma discussão acalorada, “xingou” a outra pessoa de gorda. Ser gorda não é xingamento. Ser gorda é apenas o contrário de ser magra. Da mesma forma como há pessoas que tem cabelo liso, cacheado, sardas, espinhas, mais bunda, mais peito… São condições genéticas que tornam o indivíduo único. Apenas isso. A palavra gorda precisa parar de ter um peso negativo, pois quando isso acontece, mais uma vez, só estamos evidenciando aquele velho e ultrapassado padrão de beleza que enaltece o corpo das modelos da Victoria’s Secrets – e classificam pessoas como Laura Wells como plus size.

Continua após a publicidade
Por que ainda acham que chamar alguém de gorda é xingamento?
Esta é Laura. Laura pode ser encontrada em várias listas de modelos plus size. Dá para acreditar? Reprodução/Reprodução

Seguindo essa mesma linha de raciocínio, quando alguém usa a gordura como forma de ofensa, ela consequentemente está associando ela à doença. Ou seja, mais uma vez um erro está sendo cometido. Nem toda pessoa gorda é ou está doente. E não, magreza não é sinônimo de saúde. Se fosse assim, quanto mais magra, mais saudável seria a pessoa. E nós sabemos que não é assim que acontece. Há inúmeras razões que levam uma pessoa a ser gorda ou engordar, e nem todas elas estão relacionadas à gulodice, à preguiça ou à falta de vergonha na cara. Esse pensamento, sim, é ofensivo. A gordura, não.

Por último, mas nem um pouquinho menos importante, uma das coisas que mais me choca no discurso de pessoas que consideram ser gorda um xingamento não é nem o discurso de ódio preconceituoso em si (porque, infelizmente, muitos de nós somos acomodados com o preconceito), mas o fato de que elas estão preocupadas demais com a vida alheia. As redes sociais talvez tenham grande parcela de culpa nisso. Afinal, hoje é muito fácil se expor e expor outras pessoas – principalmente com a falsa segurança da tela do computador, do tablet ou do celular como intermediário. Não que as pessoas estejam cuidando mais da vida dos outros agora. Se fosse assim, aquela velha máxima de que há sempre uma vizinha fofoqueira no bairro não existiria. Nem programas como Big Brother. Faz parte do ser humano querer fiscalizar, gostar de saber da vida do outro. O problema é que hoje esse monitoramento está cada vez mais fácil. Consequentemente, mais e mais pessoas acabam sendo afetadas negativamente e sofrendo com essa vigilância.

Por que ainda acham que chamar alguém de gorda é xingamento?
Demi em fotos da campanha e Demi nos bastidos da sessão. Reprodução/Reprodução

Não, a Rihanna não está gorda nem está prestes a transformar isso em uma tendência. O comentário do blogueiro, além de não ter sido engraçado, foi extremamente gordofóbico, pois, mais uma vez, transformou gordura em algo ofensivo, errado, feio. Se a Rihanna engordou uns quilinhos? Pode ser que sim, pode ser que não. A questão é: o que nós temos a ver com isso? Quem é você para deduzir que todas as pessoas gordas são infelizes? Isso realmente importa tanto assim para que você não consiga seguir a sua vida sem deixar uma comentário de ódio no perfil alheio antes?

 

Continua após a publicidade

+ Leia mais: Essas garotas vão te fazer sentir-se confiante com seus pelos

Publicidade