Ratinho manda deputada “lavar louça” e sugere metralhá-la em programa

O apresentador fez declarações horrorosas a Natália Bonavides porque não curtiu um projeto de lei criado por ela

Por Isabella Otto 16 dez 2021, 12h29

Então, é isso, né? Mais um dia no Brasil… Nesta quarta-feira, 15, Ratinho fez declarações horrorosas durante o programa de rádio Turma do Ratinho, da Massa FM. Por ser contra um projeto de lei da autoria da deputada Natália Bonavides, ele fez pouco caso da mulher usando expressões machistas e ultrapassadas, e sugeriu ainda que ela fosse eliminada com o uso de uma metralhadora.

Foto do Ratinho nervoso durante programa de TV e foto da deputada Natália Bonavides olhando para a câmera e sorrindo
SBT/LinkedIn/Reprodução

“Natália, você não tem o que fazer, não? Você não tem o que fazer, minha filha? Vá lavar roupa, costurar a calça do teu marido, a cueca dele, porque isso é uma imbecilidade querer mudar esse tipo de coisa. A gente tinha que eliminar esses loucos! Não dá para pegar uma metralhadora, não?“, disse o apresentador, que recebeu o apoio de outros presentes na bancada, inclusive uma mulher.

 

Continua após a publicidade

Bonavides deseja que a fala “eu os declaro marido e mulher” feita em celebrações de matrimônio seja substituída por “eu declaro firmado o casamento”, por questões de gênero e identidade. Ratinho não gostou da PL e atacou. “Essas ameaças e ataques covardes não ficarão impunes. O apresentador utilizou uma concessão pública para cometer crime. Vamos acioná-lo judicialmente”, informou a deputada nas redes sociais.

O apresentador tem 65 anos e muita gente ainda acha que é normal que pessoas mais velhas, especialmente homens, tenham opiniões machistas, homofóbicas, racistas e por aí vai. Mas não dá mais para naturalizar falas do tipo que, além de criminosas, podem ser fatais. Liberdade de expressão e idade não são justificativas para tudo.

Continua após a publicidade

Publicidade