Por que é tradição dar de presente uma maçã para o “querido professor”?

Essas cinco teorias explicam de onde pode ter surgido o costume de presentear professores com a fruta

Por Isabella Otto Atualizado em 4 jan 2021, 14h46 - Publicado em 15 out 2020, 10h27
colecao-roupas-capricho-marisa
Divulgação/CAPRICHO

A cena de um professor recebendo uma maçã de presente de um aluno no Dia dos Professores já foi explorada em diversos filmes e séries, como na icônica Chaves, sitcom mexicana de 1971. Mas você já parou para se perguntar o porquê de uma maçã?

A imagem mostra um recorte dos personagens da série Chaves, Chiquinha - que está segurando uma maça e alguns livros - e o professor Girafales. Em cima do recorte do professor, há uma fala dele em letras brancas com fundo laranja que diz "A mim ninguém compra com uma maçã!". O fundo da imagem é uma série de maçãs vermelhas.
A personagem Chiquinha dando uma maçã para o professor Girafales, no episódio “A Aula de Matemática”, do seriado Chaves Chaves/YouTube/Reprodução

O fruto carrega vários simbolismos, desde os mais científicos até os mais místicos, que você descobre a seguir:

1. A descoberta da Lei da Gravidade

Uma das teorias mais aceitas é que a maçã dada ao professor remete à Lei da Gravitação Universal criada pelo físico Isaac Newton, que estava descansando sob uma macieira quando um fruto da árvore caiu sobre sua cabeça, fazendo-o refletir assim sobre a gravidade. Dar uma maçã para aquele que te ensina seria um simbolismo que reforça a crença nas ciências.

2. O pentagrama

Quando você corta uma maçã ao meio, é possível observar dentro dela a figura de um pentagrama que, além de estar associado à magia e ao Ocultismo, para muitos, tem relação com o saber. Esta é uma das teorias mais místicas de todas, e tem um pezinho na bruxaria. Logo, como antigamente as mulheres que tinha conhecimentos sobre ervas eram consideradas bruxas e perseguidas pela inquisição, a maçã pode significar também uma ode ao feminismo e às professoras, que compartilham seus saberes com o mundo – sendo as netas das bruxas que não conseguiram queimar.

  • 3. A história da criação do mundo

    Saindo do Ocultismo e indo para o Cristianismo, temos a teoria de que a maçã dada aos professores carrega um simbolismo relacionado à Bíblia, mais precisamente a Adão e Eva. De acordo com a história, Eva consumiu o fruto proibido motivada por uma sede de saber, de provar o novo, de ir além. A fruta, então, representaria essa ânsia por respostas. “A maçã possui simbolicamente um duplo sentido: ora é fruto da Árvore da Vida, ora é fruto da Árvore da Ciência do Bem e do Mal(…) É o símbolo da renovação”, explicam Jean Chevalier e Alain Gheerbrant no livro Dicionário dos Símbolos, de 1994.

    4. Uma mimo que cabe no bolso

    Segundo historiadores, no século XVI, na Europa, os alunos presenteavam os professores com maçãs e flores para agradecê-los pelo trabalho, já que eram lembranças que não custavam muito, mas que significavam bastante – ainda mais levando em conta que os salários dos docentes eram extremamente baixos.

    5. Faz bem para a garganta

    Uma teoria mais cética garante que presentear o mestre com uma maçã nada mais significa que prezar pela voz dele, seu instrumento de trabalho. Afinal, a fruta é famosa por seu poder de “limpar” a garganta. Faz sentido, né?

    E aí, qual dessas cinco teorias faz mais sentido para você?

    Quero Bolsa | Graduação, pós-graduação e técnico: bolsas de estudo com descontos de até 75% em mais de 1100 faculdades em todo o Brasil. Saiba mais!

    Continua após a publicidade
    Publicidade