Pai ajuda filha com currículo, mas acaba sendo ~sincerão~ demais

Se o seu pai fosse escrever o seu currículo, o que será que ele escreveria?

Por Amanda Oliveira - Atualizado em 22 ago 2018, 18h57 - Publicado em 22 ago 2018, 12h19

Escrever um bom currículo é muito importante para conseguir a vaga de emprego desejada, principalmente se ela for muito concorrida. Afinal, este é o documento que apresenta um pouco de você e mostra como você pode contribuir na empresa.

+ Leia mais: Os melhores filmes sobre pais e filhos para assistir na Netflix

Foi por isso que a Lauren Moore, de 16 anos, decidiu pedir ajuda de seu pai para preparar um currículo, embora tenha se arrependido mais tarde. Ele até fez um documento todo bem estruturado do jeito que um currículo deve ser, mas acabou sendo ~sincero demais~ na hora de escrever as qualificações e habilidades da filha… Ops!

Reprodução/Reprodução

No tópico “Educação e Qualificações”, o pai de Lauren decidiu revelar as notas baixas da filha, incluindo as reprovações em finanças e francês. Em “Experiência Profissional”, ele escreveu que Lauren trabalhou como assistente do escritório de hipotecas dele, mas suas habilidades eram “encher o saco do próprio pai”, “não ouvir”, “fuçar o Facebook”, “perder toda a documentação” e “dar todos os dados dos clientes a fraudadores”.

Segundo o pai de Lauren, as outras ocupações dela são “cavar buracos procurando por dinheiro” e “ser bagunceira”. Entre as suas qualidades e habilidades estão: preguiçosa, atrasada, relutante, arrogante, rude, odeia pessoas, não trabalha pela manhã, é uma adolescente típica de 16 anos e não se importa com nada. No Twitter, Lauren compartilhou fotos de seu ~novo currículo~ e ainda escreveu “me lembre de não deixar meu pai escrever o meu currículo”.

Alguém aí se identificou com as habilidades da Lauren? Como seria o seu ~currículo sincero~? Haha.

 

Continua após a publicidade
Publicidade