Os erros e acertos do polêmico filme ‘Sierra Burgess é Uma Loser’

O filme da Netflix traz lições importantes sobre autoestima e amor próprio, mas também tem gente problematizando o 'catfish' da protagonista

Por Amanda Oliveira Atualizado em 17 set 2018, 10h37 - Publicado em 16 set 2018, 10h00

Se você é do tipo de pessoa que não dispensa uma comédia romântica adolescente, provavelmente deve ter feito uma maratona de filmes com os últimos lançamentos da Netflix. Depois de A Barraca do Beijo e Para Todos os Garotos Que Já Amei, a novidade da plataforma agora é Sierra Burgess é Uma LoserMas, embora filmes de romance entre adolescentes sejam sempre bem aceitos pelo público, parece que somente a história de Lara Jean não foi alvo de críticas na internet.

Reprodução/Netflix

Para começo de conversa, vamos retomar a premissa desta nova comédia romântica. O filme é, na verdade, uma história bem mais antiga do que parece. O longa é uma adaptação inspirada em uma peça teatral de 1897, Cyrano de Bergerac, de Edmond Rostand.

A adaptação traz Sierra como protagonista, uma adolescente intelectual totalmente fora dos padrões de beleza e que sofre bullying das garotas populares do colégio, como a líder de torcida Veronica. Quando Jamey envia uma mensagem para Sierra acreditando ser Veronica, ela decide continuar o papo mesmo ciente de que ele pensa que é outra pessoa por trás da tela. É exatamente esse o principal problema: catfish. Por que ela continua enganando o garoto por tanto tempo e ultrapassando tantos limites para esconder a própria identidade?

  • A resposta mais óbvia para esta pergunta é: baixa autoestima. Por não se encaixar nos padrões de beleza e não ter nem um pouquinho de amor próprio, Sierra vive em uma constante bolha de não se achar bonita o suficiente para permitir que o atleta descubra sua identidade. Isso justifica ela ter enganado Jamey? É claro que não. Nessa missão louca de se esconder atrás do rosto bonito de Veronica, Sierra ultrapassou limites de bom senso e até mesmo consentimento por puro medo de ser rejeitada por conta da sua aparência. Não há justificativa para as atitudes e decisões extremas que ela toma para enganá-lo e para humilhar Veronica publicamente por puro ciúme. Por isso, durante boa parte do filme você acaba se irritando com a personagem e praticamente querendo sacudi-la pelos ombros, gritando para ela contar logo a verdade para ele. Sério.

    Uma das cenas mais problemáticas do filme é o primeiro beijo entre Jamey e Sierra. Bem que poderia ser um momento fofo… Mas, ele não tinha a menor ideia de que estava beijando Sierra, não Veronica. Imagine que você esteja na mesma situação de Jamey, beijando uma pessoa desconhecida sem saber. Ninguém gostaria muito dessa violação de liberdade e consenso, né?

    Reprodução/Netflix

    Em contrapartida, o filme tem alguns pontos muito importantes e positivos que o impedem de ser classificado inteiramente como ruim. Desde o lançamento na Netflix, confesso que já vi muitas pessoas elogiando e muitas outras criticando a história. Mas, apesar das cenas extremas “estilo catfish” que certamente incomodam, o comentário de uma amiga minha me fez pensar melhor a respeito do filme como um todo: só vai entender (e gostar) de Sierra Burgess quem sofre ou já sofreu de baixa autoestima, inseguranças e ausência de amor próprio. E, embora seja mais comum atingir meninas como Sierra, todas nós sabemos que não é preciso estar fora dos padrões para ter esses sentimentos.

    Apesar da Sierra não demonstrar que se importa tanto com sua aparência nas cenas em que sofre bullying das outras meninas, a baixa autoestima começa a aparecer mais quando ela se vê apaixonada. Isso nos leva a uma outra questão: a falta de amor próprio pode se tornar um inimigo ainda maior quando você passa a amar uma outra pessoa. Sim, é aquela mesma coisa sempre dita e repetida por todo mundo: como alguém irá te amar se nem você mesma se ama?

    Continua após a publicidade

    Todo esse conflito de não se aceitar é totalmente mostrado com a música que Sierra compõe, Sunflower, quando ela finalmente admite (para si mesma, em voz alta) que não se acha suficiente para Jamey gostar dela. “Se eu fosse uma rosa, talvez você me quisesse. Se eu pudesse mudar durante a noite, eu me transformaria em algo que você gostaria”, o refrão da canção diz.

    Assim como outros filmes do gênero, a comédia romântica inicialmente reforça estereótipos que já deveriam ter sido deixados de lado, como a personagem loira que não entende os estudos, enquanto a “nerd e intelectual” é a excluída da escola. Quantas vezes já vimos isso no cinema, hein?

    Mas, apesar disso, Sierra Burgess é Uma Loser talvez também consegue quebrar uma parte desses mesmos estereótipos com o rumo da história. Por exemplo, Veronica tinha tudo para seguir no mesmo estilo Regina George, de Meninas Malvadas, mas seu comportamento de mean girl era, na verdade, apenas o resultado de problemas familiares. Por outro lado, Jamey, o atleta bonito e cobiçado da história, passava seu tempo livre dividido com seus amigos não tão populares no colégio e seu irmão mais novo, que era surdo.

    E, de fato, um dos melhores pontos do longa é ver a evolução surpreendente que a amizade de Sierra e Veronica ganha ao decorrer da história – mesmo que seja fazendo catfish, que é algo muito errado, vale lembrar. E, é claro, o laço entre as duas teria sido ainda mais bonito se não fosse a péssima decisão que Sierra tomou contra Veronica. Aliás, outro erro do filme foi não mostrar um arrependimento maior da parte da protagonista quando ela percebeu que havia “perdido uma amizade” e ter feito ela ganhar o perdão tão facilmente. Todo mundo erra e a gente vê muito disso nas comédias românticas adolescentes, mas é sempre bom reforçar o arrependimento para mostrar que a atitude foi mesmo errada.

    Reprodução/Netflix

    E vocês? O que acharam do filme? O que podia ter sido mudado? Pode deixar a sua opinião por aqui sobre por que amou muito ou por que não gostou nem um pouquinho. Ainda melhor que assistir a todas essas comédias românticas adolescentes é poder fazer uma “roda de conversa” depois para conferir os comentários e opiniões de todo mundo.

    Ahh! E qual é a sua sugestão de próximo título da maratona? A pipoca e o refrigerante estão sempre prontos por aqui (:

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade