Nyvi Estephan quer tornar a comunidade gamer mais diversa e menos tóxica

Streamer estará no "Desafio das Minas", campeonato de Call of Duty liderado por mulheres.

Por Da Redação Atualizado em 4 abr 2022, 10h32 - Publicado em 3 abr 2022, 19h01

Nyvi Estephan, 30, é conhecida como um dos nomes femininos mais fortes no mundo gamer e que trabalha – para além de ganhar os jogos, afinal também é sobre isso – para garantir a existência de campeonatos com mulheres e para mulheres neste universo majoritariamente masculino até hoje.

“Quero mais mulheres entendendo que podem ocupar esses espaços entre jogadores profissionais, casters e até entre jogadores casuais”, afirmou à CAPRICHO. “Esse entendimento é importante para que a comunidade se torne mais diversa e mais saudável. Inspirar mulheres a adentrar nossa comunidade é parte essencial no combate à toxicidade nas partidas online, e eu fico muito feliz de poder fazer parte disso.”

Ela estará ao lado das também gamers TKilla, Alice Gobbi e Pimenta Rosa para apresentar e comentar o Call of Duty: Warzone. Entre os dias 4 e 5 de abril, o evento que será transmitido no canal da Arena On na Twitch trará 16 times liderados apenas por mulheres em busca de uma premiação de 25 mil reais – e de reconhecimento no meio. O campeonato é realizado pela Arena On no Desafio das Minas.

A iniciativa é uma maneira de reforçar a importância da presença da comunidade feminina no jogo, em trabalho conjunto com as criadoras de conteúdo. “É muito inspirador ver a comunidade feminina crescendo no mundo dos games. A força e o peso disso é indiscutível, é ter representatividade em um meio estereotipado que não “pertencia” ao universo feminino”, afirma Alice Gobbi, comentarista oficial dos torneios da Activision.

A maior parte do público de jogos eletrônicos no Brasil é composto por mulheres, mas esse dado é puxado apenas pela participação delas nos games mobile, desenvolvidos para celular. De acordo com dados da Pesquisa Game Brasil (PGB), 72% dos entrevistados disseram ter o costume de jogar. Desse total, 51,5% são mulheres e 48,5% homens.

No entanto, apenas 61,6% disseram que se reconhecem como “gamers”. Dos homens, 65,8% se identificaram dessa forma. Já dentre as mulheres, o número caiu para 57,5%. No ambiente dos jogos digitais, o termo gamer é dado àquelas pessoas que têm o hábito de jogar sempre, ou até mesmo de entrar em competições e ganhar dinheiro com isso.

Continua após a publicidade

A pesquisa ainda mapeou que 78,9% das pessoas afirmam que os jogos digitais estão entre suas maiores formas de entretenimento. Para 68% eles são a principal fonte de diversão. “Essas líderes talentosíssimas e incríveis provam todos os dias que todas as mulheres são capazes de fazer parte da comunidade e por que não, chegar ao cenário competitivo. É o poder do pertencimento”, enaltece a narradora Tatiana Amado “TKilla”.

“Existe uma oportunidade para as jogadoras mostrarem sua capacidade, além de servir como incentivo para outras mulheres que ainda não jogam ou que ainda tem receio de apresentar-se para o nível competitivo. Vai ser maravilhoso poder vibrar com as jogadas e vitórias dessas minas”, finaliza Caroline “Pimenta Rosa”.

Como acompanhar o “Desafio das Minas”?

Quando será e qual o horário? O Desafio Das Minas será disputado online entre segunda e terça-feira, dias 4 e 5 de abril, a partir das 18h de Brasília.

Por onde posso acompanhar a transmissão? A transmissão acontece no canal oficial da Arena On na Twitch e nos canais das casters e participantes.

Quantas equipes? O torneio contará com 16 equipes, com diversos nomes conhecidos e novos talentos do cenário de Call of Duty.

Qual o critério para as vencedoras? O esquadrão com maior número de pontos acumulados nos dois dias, de acordo com formato estabelecido, vence.

Continua após a publicidade

Publicidade