‘Não dói o útero e sim a alma’, diz vítima de estupro coletivo

A garota de 16 anos foi às redes sociais agradecer o apoio que tem recebido

Por Equipe CAPRICHO|Fotos: Reprodução - Atualizado em 14 mar 2018, 12h17 - Publicado em 28 Maio 2016, 10h20
Na noite da última quinta-feira (26/5), a jovem vítima de estupro coletivo em uma comunidade na Zona Oeste do Rio de Janeiro foi às redes sociais agradecer o apoio que tem recebido. Em um post comovente, a garota, de 16 anos, diz que está ferida na alma.
Como é terrível ela pensar que poderia ser julgada, né? E como é ainda pior sabermos que realmente existem pessoas que fizeram (e fazem) isso. A culpa não é da roupa que ela escolheu usar. A culpa não é do lugar que ela escolheu frequentar. A culpa não é dela – e de nenhuma outra mulher vítima do machismo diariamente.
Trinta e três homens são procurados por participação no estupro. 
Chega de machismo. Chega de violência contra a mulher!
Publicidade