Literatura preta: livros de diferentes gêneros para adicionar à biblioteca

A importância de ler e dar voz a esses autores vai muito além de uma pauta

Por Roberta Gurriti Atualizado em 21 Maio 2022, 09h48 - Publicado em 21 Maio 2022, 10h01

Você já parou para contar quantos livros de autores pretos tem na estante? E se um livro não descreve a cor do protagonista, como você o imagina? Essas simples perguntas dizem muito…

Livros de autoras e personagens negras
Amazon/Divulgação

Como mulher preta, é importantíssimo para mim conseguir me ver na protagonista daquela obra que estou lendo . E acredito que seja assim para todas as garotas pretas que conheço. A importância de ler, apoiar e dar voz aos autores pretos vem tomando cada dia mais força.

Por isso, a seguir, te indicarei livros incríveis de autores pretxs, com protagonistas pretxs, que você precisa ler. E não esquenta, tem para todos os gostos! Bora lá?

Para quem curte fantasia:

1. Lendários


Após perder a mãe, tudo que Bree Matthews, de 16 anos, quer é se manter longe das lembranças e das palavras carregadas de ressentimento da última discussão que tiveram. Por isso, ela decide entrar em um programa da Universidade da Carolina do Norte para estudantes de excelência acadêmica. Um novo começo, distante da pessoa que ela era antes de tudo desmoronar. Mas então, em seu primeiro dia no novo lar, Bree vê um demônio, e essa descoberta aterrorizante a conduzirá até os Lendários, membros de uma ordem secreta formada por descendentes dos Cavaleiros da Távola Redonda do Rei Arthur [jovens responsáveis por caçar e destruir essas criaturas demoníacas e proteger a humanidade]. Aos poucos, entre memórias enevoadas, ela percebe que não é a primeira vez que se depara com os Lendários, e que esse reencontro pode não ser mera coincidência. Com a ajuda de Nick, um ex-membro que quer distância da Ordem, Bree se infiltra nesse mundo de magia, privilégios e segredos para descobrir o que realmente aconteceu em seu passado. Ela só não contava que precisaria lidar com a desconfiança de um feiticeiro misterioso e com uma verdade avassaladora: os Lendários não são os únicos com o dom da magia. Dentro de Bree há uma força ancestral que ela ainda não consegue entender, mas que pode ser decisiva quando Camlann, a guerra final entre magos e demônios, chegar. Resta a Bree decidir se usará essa força para se unir à luta da Ordem ou para destruí-la de vez.

2. Uma Melodia de Sombras e Ruínas


Para Malik, o festival de Solstasia é a oportunidade perfeita para escapar das marcas que a guerra deixou em sua terra natal e buscar um recomeço na próspera cidade de Ziran. O que ele não esperava é que um espírito maligno sequestrasse uma de suas irmãs na entrada da cidade e o forçasse a fazer um acordo fatal: para recuperar a irmã, Malik precisaria matar Karina, a princesa herdeira de Ziran. O problema é que Karina também tem ambições fatais. Sua mãe, a Sultana, foi assassinada; a corte está saindo de controle e o tempo até o festival de Solstasia se aperta como uma corda em seu pescoço. Tomada pelo luto, a princesa decide ressuscitar a mãe através de um ritual arcaico cujo ingrediente principal é o coração de um rei. Por sorte, ela sabe exatamente como conseguir um: casando-se com o vencedor do lendário torneio do Solstasia. Quando Malik trapaceia e consegue entrar no torneio com a intenção de aproximar-se de Karina, os dois jovens entram em uma corrida contra o tempo e uma rota de destruição mútua. Com a conexão entre eles cada vez mais intensa, e forças malignas começando a despertar, qual dos dois conseguirá vencer a morte?⠀

Para quem curte um bom romance:

3. Acorda pra vida, Chloe Brown


Depois de quase ser atingida por um carro em alta velocidade, Chloe Brown se dá conta de que seu obituário seria um tanto quanto entediante. Para reverter essa situação, ela decide montar uma lista de atividades necessárias para finalmente “acordar para a vida”. Mudar assim não é nada fácil, mas, para sua sorte, Chloe encontra alguém que – mesmo a contragosto – pode ajudá-la nessa missão. Seu vizinho Red Morgan é um motoqueiro misterioso, que tem várias tatuagens e mais sex appeal que uma estrela de Hollywood. No entanto, um acordo leva Chloe e Red a se aproximarem e perceberem que suas primeiras impressões um do outro estavam erradas. E que, mesmo com traumas do passado e receios quanto ao futuro, o amor nunca perde a chance de surpreender.

Continua após a publicidade

4. Espere Até me ver de Coroa

“Eu nasci na realeza. Tudo o que eu precisava fazer era escolher minha coroa”. Liz Lighty sempre achou que fosse negra, pobre e estranha demais para brilhar em sua pequena cidade rica e obcecada por festas de formatura. Mas tudo bem, porque ela tem um plano: estudar na renomada Pennington College, onde fará parte de sua conhecida orquestra e, eventualmente, se tornará médica. No entanto, quando Liz descobre que não pode mais contar com a ajuda financeira que esperava, seus planos vão por água abaixo – até ela ser lembrada da bolsa de estudos que sua escola oferece para o rei e a rainha da festa de formatura. Não há nada que Liz odeie mais do que ser o centro das atenções. Ela não quer ter sua vida exposta nas redes sociais, lidar com concorrentes do nível Meninas Malvadas e ser obrigada a participar de uma série de eventos humilhantes. Mas ela está disposta a fazer o que for preciso para estudar em Pennington. A única coisa que torna tudo levemente suportável é a nova garota da escola, Mack. Ela é inteligente, engraçada, e tão estranha quanto Liz. Mas Mack também está na disputa pelo título de rainha. Será que se apaixonar pela concorrência impedirá Liz de conseguir a coroa… ou a colocará direto em sua cabeça?

Se o que você curte mesmo é ficção científica:

5. O Ceifador


A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte! Agora, os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador – um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a “arte” da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão – ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais -, podem colocar a própria vida em risco.

6. Kindred: Laços de Sangue


Em seu 26º aniversário, Dana e seu marido estão de mudança para um novo apartamento. Em meio a pilhas de livros e caixas abertas, ela começa a se sentir tonta e caí de joelhos, nauseada. Então, o mundo se despedaça. Dana repentinamente se encontra à beira de uma floresta, próxima a um rio. Uma criança está se afogando e ela corre para salvá-la. Mas, assim que arrasta o menino para fora da água, vê-se diante do cano de uma antiga espingarda. Em um piscar de olhos, ela está de volta ao seu novo apartamento, completamente encharcada. É a experiência mais aterrorizante de sua vida… Até acontecer de novo. E de novo. Quanto mais tempo passa no século XIX, numa Maryland pré-Guerra Civil (um lugar perigoso para uma mulher negra), Dana fica mais consciente de que sua vida pode acabar antes mesmo de ter começado.

Vai um thriller aí?

7. Minha Irmã, A Serial Killer


A obra conta uma história de Korede e Ayoola, duas irmãs com temperamentos e atitudes bem diferentes. Korede é amargurada, mas pragmática. Sua irmã mais nova, Ayoola, é a filha favorita, a mais bonita, e, possivelmente, com sérios distúrbios comportamentais. Seus três últimos namorados aparecem mortos. As duas irmãs desempenham papéis inusitados nessa trama de suspense e relações emocionais complexas. Uma história cheia de suspense e mistério, com humor peculiar e ácido, sem deixar de lado a complexidade da mente de uma sociopata.

8. Horror Noire: A Representação Negra no Cinema de Terror


Desde que Ben colocou ordem na casa, em A Noite dos Mortos-Vivos (1968), de George A. Romero, ver um personagem negro como herói nos filmes de terror se mostrou possível – e pra lá de necessário! A Noite dos Mortos-Vivos é hoje um clássico cult e foi uma das maiores contribuições de Romero para o gênero e para a mídia. Contudo, já se passaram 50 anos desde que o filme fora lançado, o que nos faz questionar o que é mais assustador: os zumbis comedores de carne ou aquilo que fazemos uns com os outros diariamente?

Espero que você tenha curtido as indicações! Depois me conta o que achou dos livros no @thegurriti!

Continua após a publicidade

Publicidade