Lei pode liberar caça esportiva no Brasil. Dá pra acreditar?

De acordo com deputado, ao contrário do que muitos acreditam, a prática ajudaria o meio ambiente. Sério?

Por Isabella Otto Atualizado em 6 fev 2017, 17h32 - Publicado em 6 fev 2017, 17h31

Vamos conversar sobre o projeto nº 6268/2016 elaborado pelo Deputado Federal Valdir Colatto (PMDB-SC)? Vamos, sim. Ele, no geral, anula parte da Lei em vigor nº 5197/1967, que proíbe a caça profissional no Brasil e multa quem pratica o crime, e cogita liberar a caça esportiva e torná-la legal no país.

Lei pode liberar caça esportiva no Brasil. Dá para acreditar?
Reprodução

Como assim? De acordo o texto, a caça esportiva estaria liberada em casos em que o animal silvestre fosse considerado nocivo, por exemplo, às atividades agropecuárias. Em contrapartida, o argumento parece anular completamente o fato de grande parte das atividades agropecuárias brasileiras, que desmatam grandes áreas de floresta e tornam o solo pobre, ser nociva para o planeta.

Além disso, o projeto afirma que a caça ~esportiva~ não seria necessariamente praticada como esporte, mas algo que, com o tempo, se tornaria cultural e conversaria com o meio ambiente. “A proximidade com os animais silvestres e o eventual risco dessa proximidade, com acidentes e ataques desses animais, tanto aos humanos como a suas propriedades e rebanhos, faz com que a caça seja vista como uma prática regular”, afirma parte do texto. Quer dizer que as pessoas chegam até onde os animais moram e os animais devem se humanizar e aprender a respeitar os invasores?

Marshall Eriksen, um dos defensores do meio ambiente que você mais ama e respeita, não aprova essa possível futura Lei. Nós também não.

Continua após a publicidade

Lei pode liberar caça esportiva no Brasil. Dá para acreditar?
Reprodução

Lembrando que o projeto, caso seja aprovado nessa fase inicial, ainda precisa passar por mais três etapas antes de aprovação. Mas, infelizmente, a criação de uma Lei como essa, por mais esdrúxula que seja, não nos chocaria.

Agora, repetimos a pergunta: dá pra acreditar?! 

 

+ Leia mais: Girafas entram para a lista de animais em risco de extinção

volta-as-aulas
Continua após a publicidade

Publicidade