James Franco usa vício em sexo para justificar assédios sexuais cometidos

"Não raciocinava com clareza", disse ator durante uma recente entrevista

Por Isabella Otto 23 dez 2021, 15h22

Há quatro anos, James Franco foi acusado por cinco mulheres de assédio sexual. Depois de passar todo este tempo em silêncio, o ator finalmente falou sobre o assunto em entrevista ao The Jess Cagle Podcast.

Print de James FRanco dando entrevista para um podcast. Ele está de bigode, tem o cabelo curto e usa um suéter cinza
The Jess Cagle/SiriusXM/Getty Images

Hoje com 43 anos, Franco admitiu que dormiu com várias alunas da escola de atuação que administrou, mas nega ter aberto a instituição com o intuito de atrair presas sexuais.

“Na época, eu não raciocinava com clareza”, disse o ator, que falou ainda que achava que todas essas relações tinham sido consensuais. Segundo Franco, ele ficou viciado em sexo após superar um vício em álcool quando era mais jovem, como se tivesse substituído o problema.

 

O processo, que oficialmente foi aberto em 2019, chegou ao fim neste ano, com o ator concordando pagar US$ 2,2 milhões, conforme determinado no Tribunal Superior de Los Angeles. O astro de Hollywood já participou de inúmeros filmes, como da franquia de Homem-Aranha, e ganhou destaque por seu papel na série Freaks & Geeks.

Continua após a publicidade

Publicidade