It quarto: o amuleto da sorte de Bianca Ramuth

A estudante acredita que o diferencial está meros nos detalhes.

Por Isabella Otto - Atualizado em 17 ago 2016, 14h50 - Publicado em 9 out 2014, 17h30

“Um amuleto contra mau-olhado”. Essa pode ser tanto a definição do símbolo Hamsá, muito usado por praticantes do judaísmo, quanto a descrição do quarto da Bianca Ramuth, de 21 anos. A estudante de administração, que cursa o 3º ano da PUC, em São Paulo (SP), acredita que os detalhes e o DIY (o tal do “faça você mesmo”) fazem toda a diferença na decoração.

Bia, qual foi a sua última compra para o quarto?

Acho que o shape com estampa do Hamsá . Depois da minha cama, o que mais gosto no meu quarto é justamente esse painel feito com shapes de skate. Meu primo abriu uma loja online recentemente e desde que vi esse produto lá, decidi que ele seria meu. Fiquei apaixonada!

O Hamsá significa alguma coisa para você?

Continua após a publicidade

Com certeza! Sou judia e o Hamsá é um símbolo que aparece constantemente na minha religião. Ele é um talismã, que representa proteção. Adoro o significado!

E você anda de skate?

Já tentei, mas sou muito medrosa. (risos) Não gosto de levar tombos, então sempre acabo largando a mão de aprender.

Você gosta dessa coisa de “faça você mesmo”. Tem algo fruto de DIY no seu quarto?

Continua após a publicidade

Sim! Os quadrinhos de scrapbook fui eu que fiz, assim como as letras em madeira. Na verdade, eu comprei as letras prontas, mas customizei: pintei de branco e colei as pérolas nas laterais.

Como você fez os scrapbooks de parede?

Comprei cada material separado: madeira para a moldura, detalhes para a customização… Nada de kit! Eu sempre gostei muito de scrapbook e em 2009, durante um intercâmbio que fiz para a Nova Zelândia, acabei aprendendo como fazer. Desde lá, faço scrapbooks de todas as minhas viagens. Também já fiz alguns cursos sobre a arte e acabei usando muitas das técnicas que aprendi nos quadrinhos.

Qual foi a sua inspiração?

Continua após a publicidade

Me inspirei em coisas que tenho visto recentemente, como letreiros bonitos. As cores dos quadrinhos, por exemplo, combinam perfeitamente com a roupa de cama florida. Curti o resultado!

E como foi a viagem para a Nova Zelândia?

Maravilhoso! Com certeza, foi a melhor época da minha vida. É aquela famosa frase, sabe? “Quem acha que a melhor fase da vida é a infância, ainda não fez intercâmbio”. (risos)

Você trouxe alguma coisa de lá?

Continua após a publicidade

Ai, até trouxe, mas gosto mesmo de três quadrinhos que trouxe da minha viagem mais recente. Fui para Nova York no ano passado e​ vi vários quadros sendo vendidos em frente ao MOMA (Museu de Arte Moderna). Não resisti e trouxe três para casa. É como se eu tivesse um pedacinho de NY no meu quarto!

Qual palavra definiria o seu quarto?

Happiness (felicidade). É o meu cantinho, o meu refúgio. Lá tudo é do meu jeito, tudo tem a minha cara. Sinto-me feliz, segura e confortável. É um lugar íntimo onde só permito que entre energias positivas e pessoas boas. É um lugar que sempre me deixa feliz.

Qual é a sua dica de decoração?

Continua após a publicidade

A decoração deve ser a representação da sua essência. Seu quarto deve representar o seu gosto. Só assim seu cantinho vai ficar com a sua cara.

Quer participar do It Quarto? Então clique AQUI e preencha o formulário!

Publicidade