Governo suspende aulas em SP por causa de pandemia de coronavírus

Recomendação é para escolas públicas e privadas; outros estados, como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, também adotaram paralisação.

Por Isabella Otto - 13 mar 2020, 21h05
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Apesar de ter dito na tarde desta sexta-feira, 13, que não havia motivo para pânico, à noite, o governador João Doria anunciou a suspensão das aulas de escolas públicas por tempo indeterminado devido à pandemia de coronavírus a partir da próxima segunda, 16. A orientação é a mesma para instituições privadas de ensino.

DONGSEON_KIM/Getty Images

Doria também recomendou que qualquer evento para mais de 500 pessoas fossem suspensos do estado até segunda ordem. Com relação à paralisação de colégios, foi estabelecido dez dias de adaptação para que os pais se organizem. “Não faremos um interrompimento de qualquer maneira, porque precisa existir um planejamento com as próprias famílias. Não adianta pararmos as aulas e deixarmos as crianças com os avós, que são o público com maior risco para a doença”, informou Rossieli Soares, secretário de Educação.

 

Também nesta sexta-feira, a prefeitura do Rio de Janeiro suspendeu as aulas de escolas públicas e recomendou que as particulares fizessem o mesmo. Aos poucos, novos estados vão aderindo à media, que também já é válida em Brasília e no Rio Grande do Sul.

A estimativa é que mais instituições, tanto públicas quanto privadas, fechem as portas nas próximas semanas e que eventos sejam cancelados ou adiados. Até ordem suprema do Presidente Jair Bolsonaro, contudo, uma paralisação total, como aconteceu na China e agora na Itália, não é cogitada. 

Continua após a publicidade
Publicidade