Festa X Viagem: leitoras falam sobre suas escolhas de 15 anos

É tudo uma questão de gosto

Por Marcela Bonafé - Atualizado em 24 ago 2016, 14h52 - Publicado em 27 fev 2016, 11h30
Comemorar os 15 anos é uma tradição antiga e, teoricamente, funciona como um rito de passagem para a vida adulta. No início, o mais comum era fazer uma grande festa para marcar o momento, mas, com o passar dos anos, meninas começaram a optar por investir em uma viagem.  Independente da escolha, o fato é que, ainda hoje, os 15 anos de uma menina são acompanhados de expectativas. Enquanto algumas sonham em ter um dia de princesa, outras se animam muito mais com a ideia de conhecer lugares novosConversamos com 6 leitoras que contaram o porquê de suas escolhas e o que acharam da experiência. Quem sabe não te ajuda a refletir e decidir também?
 
 
ELAS ESCOLHERAM FAZER FESTA:
1. A Isabela Marangoni optou pela festa porque era um sonho de infância: “sempre fui uma menina mais romântica, que amava conto de fadas e acho que vi nos 15 anos uma oportunidade de me sentir princesa por um dia”. E ela realmente conseguiu! A magia, para ela, começou já na preparação da festa. Ainda hoje, com 19 anos, ela lembra com muito carinho da data. “Toda vez que vejo as fotos e assisto o vídeo, o sentimento é de nostalgia, de querer viver aquele dia de novo”. E ela não se arrepende da escolha! “Sei que algum dia, uma oportunidade de viajar vai surgir novamente e talvez seja até melhor do que seria na época”, a Isa afirma.
 
 
O investimento foi de R$80 mil e a única coisa que ela mudaria seria o tempo da cerimônia, que achou muito longa: “isso tira muito tempo de dança, que é a grande espera da festa”. 
 
2. A Rafaela Campos, a princípio, sempre tinha pensado em fazer uma viagem. Mas o tempo passou e a temporada das festas de 15 anos começou. Ela foi acompanhando os preparativos das amigas e pensou que seria uma oportunidade única, então mudou de ideia. E valeu a pena! “Eu diria que foi a melhor noite da minha vida. Foi tudo perfeito e maravilhoso. Ver todos os meus amigos e família lá foi muito bom”. Como a Cinderela sempre foi a princesa preferida da Rafa, ela decidiu fazer a festa inspirada nela. “Qual seria a melhor hora se não aquela para ter uma noite como se eu fosse a Cinderela?”, lembra. 
 
 
Ela contou que deu um super trabalho e eram vários detalhezinhos, mas tudo deu muito certo no final. Foram desembolsados cerca de R$80 mil e ficou tudo a cara dela. “Chegar e ver tudo aquilo pra você, é maravilhoso”.
 
3. A Vitória Alves tinha um pouco de dúvida do que fazer. Mas ela conversou com os pais e algumas amigas e concluiu que a festa de 15 anos só pode acontecer uma vez na vida: “já as viagens podem ser feitas em outras oportunidades”. E, para ela, foi a escolha certa. “Desde o planejamento até o dia da festa em si, as recordações eu guardo até hoje”, ela conta.
Para a Vi, foi muito marcante pensar em cada detalhe e ver tudo saindo exatamente como ela planejou. “Foi um momento só pra mim e com todas as pessoas que eu amo do meu lado comemorando comigo” recorda.
 
 
O momento único e inesquecível dela custou em média R$25 mil. Ainda hoje, ela lembra de tudo com muito carinho e não se arrepende nem um pouco da decisão. “A possibilidade de ter celebrado um aniversário (sou fã de aniversários) com todo mundo numa super festa foi incrível”.
 
ELAS ESCOLHERAM VIAJAR:
1. A Amanda Esteves pensou muito no que escolher, mas concluiu que compensava viajar, já que ela gastaria quase o preço de uma festa e duraria mais tempo. Ela foi para a Disney por 10 dias e decidiu levar as 3 melhores amigas junto, para deixar o tudo ainda mais mágico: “você acaba passando mais tempo com elas, em outro país, praticando o inglês, fazendo compras, dormindo todo dia juntas, passeando de madrugada no hotel… Foi uma das melhores experiências que eu já tive”. Uma das partes mais legais, para ela, foi aproveitar os parques. Mas como se já não bastasse estar em Orlando com as amigas, quando elas estavam no Hollywood Studios foram a uma montanha russa e souberam que ninguém menos que Liam Payne tinha acabado de ir no carrinho da frente. Elas correram um monte, até entraram em lugar proibido para tentar encontrá-lo, mas os seguranças foram atrás delas.
 
 
Não é atoa que ela e as amigas morrem de saudade da viagem, né? Os momentos incríveis e as boas memórias custaram, no total, R$50 mil (ela + as amigas). “Até mandamos fazer camisetas, mochilas e estojos personalizados”, lembra Amanda. 
 
2. A Beatriz Garagnani escolheu uma viagem um pouco diferente. Ela é escoteira e o aniversário de 15 anos dela acabou coincidindo com o ano do Jamboree, o acampamento mundial dos escoteiros, que só acontece a cada quatro anos. Como ela sempre achou que investir em uma viagem inesquecível era mais a cara dela do que uma festa, uniu o útil ao agradável!
Ela ficou duas semanas no acampamento na Suécia. Depois, aproveitou para fazer um mochilão com alguns escoteiros e conhecer a Dinamarca e a Noruega. “Foi incrível! A melhor viagem da minha vida. Se pudesse, faria tudo de novo”, conta a Bea, que morre de saudade. A companhia dos amigos tornou tudo ainda mais especial. 
 
 
Como ela ficou em sedes de outros grupos dos escoteiros, só gastou com as passagens de avião, os trens pela união europeia e a inscrição no Jamboree, ou seja, por volta de R$12 mil.
 
3. A Amanda Suescun tinha feito uma viagem internacional no ano anterior e amou, então, quando a família dela ofereceu outra viagem ao invés da festa de 15, ela não pensou duas vezes antes de topar. “Porque me divertiria muito mais na viagem do que em uma festa, embora quisesse ter meus amigos por perto”, explica. Ela foi para o Egito com a irmã mais velha e, juntas, viveram várias aventuras. “A gente não ficou nos hotéis mais caros e nem fizemos pacote, nos viramos por conta. Andamos muito a pé, comemos em lugares diferentes e fizemos os passeios que ninguém faz quando vai para lá”, lembra. A saudade é tanta que a Amanda quer muito voltar para lá. Inclusive, a viagem a fez decidir as profissões que quer seguir: historiadora e comissária de bordo!
 
 
Como a irmã dela trabalha em uma companhia aérea, elas ganharam a passagem, então levaram cerca de mil dólares (o que hoje valeria cerca de R$4 mil) para gastar por lá, já que a intenção mesmo era mochilar! Ela garante: “as lembranças que a gente leva são pra vida toda e os lugares que visitei eram verdadeiros sonhos”.
 
Pelas histórias das meninas, dá para perceber que, afinal, o mais importante é criar boas memórias e lembrar da data com carinho. Nenhuma delas se arrepende da escolha! Geralmente, viajar tem um custo mais baixo, dura mais tempo e cria uma bagagem bem grande, mas só dá para fazer festa de 15 anos uma vez na vida e você reunir várias pessoas queridas. Ou seja, vai depender dos seus objetivos, sonhos e, acima de tudo, personalidade!
 
E aí? Você acha que combina mais com uma festa ou uma viagem de 15 anos?
 
Publicidade