Diário de Intercâmbio: não deixe pra amanhã o que você pode fazer hoje | Capricho

Diário de Intercâmbio: não deixe pra amanhã o que você pode fazer hoje

Direto da Espanha, nossa intercambista Cah Doria tem uma mensagem pra você: "PEI, PEI, PEI... O texto de hoje vai ser um bom aviso!"

Por Catharina Doria Atualizado em 15 Maio 2018, 19h47 - Publicado em 15 Maio 2018, 19h28

Eu lembro que antes de mudar para outro país, eu era a louca da pesquisa. Sério, eu passava o dia inteiro no Pinterest procurando referências para o intercâmbio de decoração de quarto, banheiro, porta e assim vai. Eu já estava praticamente vivendo no exterior de tanto que eu pesquisava, falava e respirava o intercâmbio. Isso é saudável? Até é, mas tudo tem um limite!

ANTES que você fique brava comigo: não, eu não estou falando que você não deve procurar saber absolutamente tudo sobre o intercâmbio. Pesquisa, claro, e PESQUISA bastante! É muito importante mudar de país bem informada, sabendo dicas para ter uma adaptação mais fácil, para pagar as contas e outras informações para deixar o dia a dia mais tranquilo. MAS, conselho de amiga: não se esqueça de viver no presente.

Giphy/Reprodução

Por que estou dizendo isso? Eu lembro que, muitas vezes, enquanto eu pesquisava decoração de banheiro no Pinterest, eu estava em almoços de família com a minha mãe ou jantares na casa do meu irmão. Hoje, eu sinto falta dessas coisas que, pra mim, eram do meu dia a dia e que eu acabei perdendo a oportunidade de aproveitar ao máximo, porque eu estava vivendo no futuro e não no presente. Agora, sinto falta dos almoços, dos jantares e adivinha? Não tem foto no Pinterest que me faça ter menos saudade.

Óbvio que o frio na barriga antes do intercâmbio faz com que você passe o dia na internet vendo vídeos, fotos ou até mesmo Stories de pessoas que estão no exterior. Mas, de verdade, a sua hora vai chegar. Logo, será você embarcando no avião, organizando as caixas e as roupas no seu quarto novo e você vai perceber que todas as referências de inspiração ficarão só nas pastas, porque, na realidade, elas nem são tão necessários assim. (Risos).

O que eu estou querendo dizer, é que este nervoso de antecipação pro seu intercâmbio não pode prejudicar o seu dia a dia com seus amigos e familiares. Porque mesmo que você tenha a certeza de que não vai sentir falta ou que você pode aproveitá-los depois, eu posso garantir que o arrependimento de não ter curtido ao máximo enquanto você ainda estava próxima de todos vai bater.

Giphy/Reprodução

Outra dica que eu gostaria de dar é: mude agora os hábitos que você está pensando em transformar só durante o intercâmbio. Eu falo isso por experiência própria e, também, a de vários outros amigos com os quais conversei. Enquanto a gente está em casa, é normal pensarmos ”quando eu estiver no intercâmbio, eu vou comer de forma saudável” ou ”quando eu estiver no intercâmbio, eu vou arrumar meu quarto”. Mas, adivinha só, ao chegar no exterior, dificilmente você conseguirá fazer essas alterações e você acabará mentindo pra si mesma, sempre empurrando essas coisinhas pro futuro. Se começar uma rotina é o seu objetivo, então faça logo em casa, porque, assim, será MIL vezes mais fácil do que começar uma aqui.

Resumindo: liga pra sua mãe, pro seu irmão ou para os seus melhores amigos! Se joga enquanto você ainda está aí pertinho deles, porque não existe pasta no Pinterest ou vídeo no Youtube que mate a saudade de quem ficou pra trás! Aproveita que você ainda está em casa e já cria suas rotinas novas, assim ficará bem mais fácil de praticá-la aqui!

Amo vocês!
Espero que essas dicas ajudem <3
Catharina Doria (@cahdoria)

Continua após a publicidade
Publicidade