Como lidar com a rotina dos estudos em casa?

Com estas dicas você consegue manter a produtividade e o alto-astral até tudo voltar ao normal. Confira!

Por Abril Branded Content Atualizado em 2 jul 2021, 18h03 - Publicado em 5 jul 2021, 10h00

Já se passou mais de um ano desde que a vida virou de cabeça para baixo e, entre as várias mudanças trazidas pela pandemia, a escola foi substituída pelo ensino online. No começo até que foi divertido poder assistir a aula em casa, de pijama e numa boa.

Mas com o tempo a novidade perdeu a graça, a saudade dos amigos – quanta saudade! – e as dificuldades de estudar à distância aumentaram. Manter o foco na tela do computador, prestar atenção às explicações dos professores e organizar uma rotina diária de estudos se tornaram desafios diários. Fala sério, você era feliz indo todo dia para a escola e nem sabia, né? 

Bom, não tem outro jeito senão se adaptar aos novos tempos. É a aula remota que você precisa assistir, e nada de se estressar. Ansiedade, angústia e agitação só vão prejudicar sua capacidade de concentração. Vale lembrar também que, mesmo depois que a pandemia passar, estudar em casa ainda vai ser uma parte importante da rotina. Então, focar um ambiente e uma rotina adequada é superimportante, não é mesmo?

Confira as dicas para lidar com a pressão e conseguir estudar com mais tranquilidade e organização em casa.

  1. Sim, estudar é importante, mas o exagero pode levar à exaustão – o que não é nada produtivo. O segredo, aqui, é o equilíbrio. De tempos em tempos faça uma pausa, caminhe, coma um lanche, alongue-se um pouco, ouça uma música.
  2. Dedique parte do seu dia, nem que seja uma horinha apenas, para fazer algo de que você gosta. E nada de sentir culpa por ter interrompido os estudos, combinado? O lazer é importante para descansar a mente e recuperar as energias necessárias para um bom aprendizado.

  3. Procure se alimentar e dormir bem para manter a saúde em dia. Vale a pena, ainda, conversar com os seus professores, pais e amigos sempre que a ansiedade bater. Um bom papo ajuda a dividir as angústias e aliviar a tensão.

  4. Para manter a produtividade, uma boa dica é organizar a sua rotina. Defina horários fixos para os estudos, considerando em quais períodos o seu rendimento é melhor. Lembre-se de incluir na programação aqueles momentos relax que mencionamos na dica 2!

  5. O estudo de neurociência “Brain on Tech”, realizado pela Dell Technologies, monitorou em tempo real a atividade cerebral dos funcionários de empresas enquanto eles trabalhavam e interagiam com a tecnologia. As conclusões? Quando os equipamentos tecnológicos são funcionais, a produtividade aumenta em 37%. Para cada hora trabalhada, um bom computador pode levar a uma economia de 23 minutos. Isso representa 15 horas em uma semana de trabalho de 40 horas! E, se é bom para os funcionários de empresas, é bom também para os estudantes, certo?

  6. A pesquisa “Brain on Tech” ainda concluiu que uma experiência ruim com tecnologia – por exemplo, aquele PC com pouca memória – pode diminuir em 30% o desempenho, independentemente do conhecimento do usuário em informática. E, para os entrevistados com menos de 26 anos, o desempenho é duas vezes pior! Conclusão: investir em um computador de qualidade é fundamental para manter sua produtividade no ensino à distância e também nas aulas presenciais – sim, porque elas vão voltar. Com a ferramenta, você acompanha as aulas online enquanto faz anotações, atividades e exercícios, realiza pesquisas na internet e se comunica com seu grupo de trabalho, por exemplo, com rapidez e eficiência.

Produtividade em alta

E se a ideia é aumentar o rendimento e a organização na hora de estudar, vale investir nos PCs e acessórios da Linha Inspiron, da Dell, que contam com várias opções de notebooks, perfeitos para o uso diário. “Eles se adaptam à necessidade do usuário, por sua mobilidade e desempenho, sendo ideais para quem busca produtividade”, conta Fernando Faria, gerente de produto da Dell Technologies.

Quem procura um equipamento para realizar atividades essenciais, como produção de texto e navegação na web, pode contar com os modelos da série 3000. “O Dell 15 3000, por exemplo, tem tela com bordas finas em dois lados, que, ao ser combinada com o Dell Cinema – uma tecnologia que melhora a experiência de transmissões de vídeo –, permite que você assista a suas aulas e vídeos com mais qualidade. O modelo ainda oferece mais conforto com teclado no formato ABNT, inclusive teclado numérico. Um facilitador para aulas de disciplinas de exatas”, explica Faria.

Se você busca melhor desempenho e não abre mão da mobilidade, uma ótima opção é o Inspiron 13 5000, que possui cerca de 1 quilo. Faria destaca que, além da tela Full HD de 13”, o modelo conta com os mais recentes processadores Intel® Core™ de 11ª geração, que oferecem capacidade de resposta incrível e agilidade e fluidez para realização de multitarefas. Para garantir a mobilidade, o Inspiron 13 5000 possui tecnologia ExpressCharge™, que recarrega a bateria rapidamente, e um sistema térmico inteligente, que detecta quando o equipamento está sendo usado no colo ou em uma mesa e evita o desconforto de altas temperaturas. É tudo de bom, não é?

Clique aqui e saiba mais sobre os notebooks Inspiron!

Continua após a publicidade
Publicidade