Cholë Moretz diz em entrevista que o feminismo ainda é mal interpretado

Para esclarecer de uma vez por todas: 'não é sobre homens serem diminuídos'.

Por Isabella Otto - Atualizado em 17 ago 2016, 17h54 - Publicado em 24 nov 2015, 12h30

A atriz Chloë Grace Moretz, de 18 anos, está na capa da revista Nylon de dezembro e concedeu uma entrevista muito bacana à publicação, em que fala sobre feminismo e sobre a orientação sexual dos irmãos, que se assumiram gay recentemente.

Foto:Chloë e sua mãe, Teri. <3

Chloë acredita que o grande “problema” com toda essa questão de sexualidade começa com o uso do termo “se assumir”, que, segundo a atriz, não deveria existir. ” Ninguém deveria ligar para sua orientação sexual, sua cor de pele ou se é homem ou mulher (…) Não devíamos usar termos para nos segregarmos ainda mais. Desde pequena, fui motivada a lutar pelos diretos dos gays, das mulheres e das minorias”, desabafa Chloë, que desde sempre ajudou os irmãos a lutar contra o bullying que sofriam diariamente.

Quando questionada sobre feminismo, a atriz contou que se considera feminista desde criança, pois vê na mãe, que é solteira e criou os filhos sozinha, um grande exemplo de mulher forte e independente. “Eu acredito que feminismo é sobre mulheres fortes sendo quem elas querem ser e lutando por igualdade em todos os meios. Não é sobre homens serem diminuídos para trazer as mulheres para cima “, afirma de forma simples, mas brilhante.

Continua após a publicidade

É isso mesmo, Chloë, sua linda! Simples assim. <3

Publicidade