Bolsonaro tira a máscara “na zoeira” após testar positivo pra COVID-19

Desligado ou irresponsável? Atitude repercutiu nas redes sociais

Por Isabella Otto - Atualizado em 8 jul 2020, 19h33 - Publicado em 7 jul 2020, 16h43

Nesta terça-feira (7/7), Jair Bolsonaro realizou uma coletiva de imprensa após testar positivo para a COVID-19 e tirou a máscara no final da entrevista, em tom de brincadeira. “Vou mostrar minha cara”, disse enquanto se afastava.

Jair Bolsonaro testou positivo para COVID-19 Ueslei Marcelino / Reuters/Reprodução

Bolsonaro tirou o equipamento de proteção para mostrar para os jornalistas que, mesmo estando com o novo coronavírus, está bem. “Só pra vocês verem minha cara, tá certo? Eu estou bem, tranquilo, graças a Deus. Tudo em paz, obrigado a todos aqueles que oraram por mim, torceram por mim, estou bem graças a Deus”, falou.

 

A atitude gerou revolta na internet, não só porque ele tirou a máscara, mesmo à distância, lembrando que estudos confirmaram que o vírus pode ser transmitido pelo ar, mas por ele ser o presidente da República e ter que dar o exemplo à população.

O professor e deputado federal Marcelo Freixo publicou que está acionando o Ministério Público Federal para que Bolsonaro responda por crime contra a saúde pública. “O presidente já sabia que estava contaminado quando retirou a máscara durante a entrevista, colocando deliberadamente a vida dos demais em risco. Esse vídeo é o flagrante do crime”, escreveu no Twitter.

Continua após a publicidade

Há também aqueles que acreditam que as pessoas estão exagerando e que o presidente estava a uma distância segura dos repórteres e que só queria mostrar como estava bem, apesar de estar com a doença.

No último dia 4, Jair Bolsonaro se reuniu com colegas para comemorar o 4 de julho, Dia da Independência dos Estados Unidos. Ele informou que já está fazendo uso da cloroquina e que está sentindo apenas sintomas leves.

Continua após a publicidade
Publicidade