Bangladesh determina que noivas não precisam mais dizer que são virgens

Com a decisão histórica, a palavra "virgem" foi retirada dos registros de casamentos no país.

Por Amanda Oliveira - 27 ago 2019, 12h45

Histórico! Finalmente, a Suprema Corte de Bangladesh estabeleceu que as mulheres do país não precisam mais declarar que são virgens antes de casar. Até então, os formulários femininos de registro de matrimônio tinham um campo com a palavra “virgem” para as noivas assinalarem. Esse termo agora será substituído por “não casada”. Ou seja, solteira.

Towfiqu Photography/Getty Images

Esse processo foi iniciado em 2014, quando advogados de grupos de defesa dos direitos das mulheres apresentaram o projeto na Justiça alegando que fazer a noiva se declarar virgem era “humilhante” e “violava a privacidade das pessoas”. A proposta pedia a retirada do termo “kumari” que, no idioma local, significa “solteira”, mas também quer dizer “virgem”. Sendo assim, a palavra será substituída por “obibahita”, que significa “não casada”, ao lado das opções “viúva” e “divorciada”.

Além disso, o tribunal também determinou que os homens devem informar o seu estado civil antes de se casar – o que não acontecia antes. Esse detalhe, de acordo com funcionários do sistema de registros, fazia com que muitas pessoas questionassem por que os homens tinham o direito de não revelar o estado civil, mas as mulheres não.

Os formulários matrimoniais devem ser alterados nos próximos meses. Em Bangladesh, a decisão é considerada um avanço histórico e marcante, visto que o país ainda tem muitos direitos das mulheres negados. Que haja esperança para mais conquistas! O/

Continua após a publicidade
Publicidade