À venda no Brasil, caixa de água sustentável de Jaden Smith gera polêmica

A ideia é sucesso puro, mas o preço...

Por Isabella Otto Atualizado em 11 dez 2019, 15h30 - Publicado em 11 dez 2019, 14h30

Em março, Jaden Smith lançou a JUST Water, uma água mineral puríssima cuja embalagem é fabricada com recursos renováveis e a tampa feita com cana de açúcar, uma iniciativa que pretende combater o alto número de lixo plástico produzido no mundo e as enormes taxas de emissão de carbono.

Reprodução/Reprodução

A caixinha de papel não é completamente reciclável, mas 82% dela é – o que já é bastante (54% é feita de papel fabricado a partir de árvores certificadas pelo Conselho de Manejo Florestal, 28% de plástico plant-based, 15% de filme plástico e 3% de alumínio). Além disso, a marca também diminui o desperdício gerado no sistema de água processada.

  •  

    Eis que, após alguns meses, a JUST Water finalmente chegou ao Brasil, a princípio em São Paulo, só que o preço não está agradando tanto assim. Nos Estados Unidos, o pacote com 25 embalagens de meio litro custa US$ 34 (algo em torno de R$ 150). Em terras brasileiras, nos poucos estabelecimentos em que a água está sendo vendida, a unidade varia de R$ 8 a R$ 13, preço que não está agradando, já que uma garrafinha de água no supermercado sai por volta de R$ 2.

    Esse é o posicionamento da galera inconformada:

    E esse é o posicionamento dos que defendem o valor de mercado do produto:

    Levando em conta que o dólar está fechando por volta de R$ 4,5 e que 25 caixinhas de água custam US$ 34, uma caixa avulsa está saindo por US$ 1,36, o que, convertendo, daria aproximadamente R$ 6. Considerando os impostos, o preço de R$ 8 passa a fazer sentido, mas, assim mesmo, não é acessível para todos.

    E você, o que acha dessa polêmica e da iniciativa do Jaden, filho do Will Smith?

    Continua após a publicidade
    Publicidade