5 maneiras de ajudar quem está passando frio neste inverno

Nesta semana, São Paulo registrou a madrugada mais fria dos últimos cinco anos e tem muita gente passando frio por aí. Se puder, por favor, ajude!

Por Isabella Otto, Gabriela Junqueira Atualizado em 1 jul 2021, 18h27 - Publicado em 1 jul 2021, 18h25
de um lado, o hidratante, o perfume e a máscara facial hello stars, dispostos lado a lado. De outro, as frases: Cada estrela é única, como você. Conheça a nova linha Hello Stars. Todos os elementos estão em um fundo azul escuro com estrelas que brilham
CAPRICHO/Divulgação

Chegou aquela época do ano em que reclamamos do frio, nos recusamos a sair debaixo das cobertas, compramos sobretudos chiquérrimos e passamos reto por moradores de rua descalços. De acordo com o Movimento Estadual dos Moradores em Situação de Rua de São Paulo, na noite da última terça para quarta-feira, 30, sete moradores de rua morreram só em São Paulo. Foi a madrugada mais fria dos últimos cinco anos. Esses são casos registrado, mas quantas outras pessoas por aí morrem e não viram notícia? Confira abaixo formas simples de fazer a diferença neste Inverno:

1. Participando de doações de agasalhos

O Governo do Estado de São Paulo realiza anualmente a Campanha do Agasalho e espalha, em vários locais de diversas cidades, pontos de coleta para você fazer a sua doação. O movimento Cruz Vermelha também tem a sua própria campanha de arrecadação. Organizações e instituições menores também realizam ações em suas respectivas cidades. Igrejas também estão inclusas na lista. Ou seja, falta de opção não é desculpa para não ajudar.

View this post on Instagram

A post shared by Fundo Social de São Paulo (@fundosocialsp)

2. Incentivando atos de caridade

Durante o inverno, eventos beneficentes de arrecadação de roupas e cobertores são mais frequentes. Existem pontos de arrecadamento de agasalhos em muitos mercados e escolas. Procure ações do tipo mais próximas a você e participe!

Continua após a publicidade
Ilustração de menina usando roupas de inverno como casaco, touca e cachecol
Reprodução/Reprodução

3. Fazendo a diferença sozinha

Você não precisa se apoiar em nenhuma instituição para fazer a diferença. Elas facilitam um pouco o caminho, é verdade, mas você pode pegar todas aquelas roupas que não usa mais e doar pessoalmente para quem precisa. Vale conversar com pessoas que já estejam envolvidas na causa, para tirar suas dúvidas e perguntar se elas conhecem alguém que esteja precisando de ajuda e doações.

Imagem com alguns cobertores dobrados
Andreas von Einsiedel/Getty Images

4. Organizando mutirões

O SP Invisível, idealizado por André Soler e Vinícius Lima, conta histórias de pessoas em situações de rua e faz ações para mobilizar voluntários com o objetivo de “humanizar os olhares de toda população para que a cidade seja mais humana. Neste ano, a ONG organizou um projeto em que é possível doar um valor para que kits de higiene e moletons serem montados e doados. Você também pode bolar um projeto sem fins lucrativos e colocá-lo em prática no seu bairro, na sua escola, na sua rede social…

View this post on Instagram

A post shared by SP Invisível (@spinvisivel)

5. Compartilhando ideias

Ficou sabendo de algum evento beneficente? Tem alguma campanha do agasalho rolando perto de você? Use as redes sociais para espalhar essas mensagens de amor ao próximo. De repente, aquele seu amigo, que estava disposto a fazer a diferença, mas ainda meio perdido, acaba ajudando quem precisa por sua “culpa”. E que culpa maravilhosa essa, não?!

Um homem sentado na rua, usando jaqueta e boné, segura um pedaço de papelão escrito
Reprodução/Reprodução

Você também pode usar os comentários desta matéria para contar sobre alguma campanha, ação ou algum evento beneficente que conheça e confie. Vamos nos ajudar e ajudar os outros! Juntos, sentimos menos frio.

Continua após a publicidade
Publicidade