5 frases que você deve viver repetindo para si mesma após um fim de namoro

Essas afirmações devem ser seu mantra nos próximos meses

Por Isabella Otto Atualizado em 15 jan 2022, 09h56 - Publicado em 15 jan 2022, 10h02

Por mais livramento que seja, terminar uma relação é sempre ruim. E a coisa fica ainda pior quando a pessoa é quem termina de forma abrupta, sem ter dado sinais de que estava infeliz ou coisa do tipo, e encerra um ciclo que você, definitivamente, não gostaria de ter colocado um ponto final.

  • Dica de série: “O Tempo Que Te Dou”, da Netflix, fala sobre o processo de recuperação pós-termino e ilustra esta matéria.

O chão não existe mais. Você perde ele, a vontade de comer, existir, viver. Mesmo sabendo que não deveria, continua stalkeando aquela pessoa do jeito que pode, vendo fotos antigas, reacessando lembranças, fazendo mil questionamentos e caindo na maior cilada de todas: cogitando o “E se…”.

Foto de uma mulher triste, olhando para baixo. Na legenda, está escrito que o tempo cura tudo, em espanhol.
El Tiempo Que Te Doy/Netflix

Todo mundo já esteve nesse lugar e, se ainda não esteve, vai estar um dia. E para evitar sofrimentos ainda maiores e mais alongados, repita ao máximo essas cinco frases abaixo, especialmente em momentos em que estiver extremamente vulnerável:

1. “Não é mais problema meu”

Responsabilidade afetiva é o mínimo, mas que nem sempre acontece. Muitas vezes, após um término, a gente continua se preocupando demais com a pessoa que nos fez mal. Ela pode não ser ruim, mas ter feito algo ruim – e é bom se lembrar disso. Assim como é bom ter ciência de que um vínculo foi rompido e você deve se preocupar primeiro com você, colocando o foco sem dó nem piedade em cima de si, não em cima do outro.

Continua após a publicidade

2. “Não é da minha conta”

O que a pessoa faz ou deixa de fazer agora que o relacionamento chegou ao fim não diz mais respeito a você. Esta frase também pode evitar que você fique stalkeando o ex de formas nada saudáveis e vivendo um passado que, tantas vezes, pode ser idealizado por causa da falta que você ainda sente. “Será que ele postou foto nova?”, “Será que ele já conheceu alguém?”, “Será que ele está feliz?”… Não. É. Mais. Da. Sua. Sonta.

Sequência de fotos de um casal se separando. Na primeira, eles se beijam. Na segunda, o cara está indo embora. Na terceira, ele está ainda mais distante, Na quarta, ele some.
El Tiempo Que Te Doy/Netflix

3. “Eu não tive/tenho culpa”

Ficar cogitando o famoso “E se…” é uma das maiores ciladas que existem, porque você fica imaginando cenários irreais e, geralmente, começa a se culpar por coisas das quais não tem culpa – porque nossa mente é uma safada e gosta de nos pregar essas peças mesmo. Não, você não tem culpa. Por mais que coisas ruins possam ter acontecido e que uma coisa ou outra não tenha saído conforme o planejado, as coisas aconteceram como e por que tinham que acontecer.

4. “Eu fiz o que foi possível”

Sim, você fez o que poderia ter feito na época, com as cartas que tinha, com o momento que vivia, com a abertura que a pessoa estava te dando na ocasião. Como diria o Dumbledore: “Não vale a pena viver sonhando e se esquecer de viver”. Às vezes, o passado que você se recorda hoje, após o término, é um mais distante, de uma época em que vocês estavam se conhecendo e tudo era festa. Mas e o passado mais recente? Será que não tiveram sinais mesmo? Foca nisso.

Foto de um casal sentado em um ponto de ônibus. Está chovendo muito, eles estão molhados e tristes um com o outro

5. “Eu não sou dependente de ninguém”

A sensação pode ser de que você se tornou mesmo dependente desse alguém e que não se lembra mais como e quem era antes desse relacionamento – ainda mais se ele tiver sido duradouro. Reencontrar-se é um processo, mais ou menos dolorido, depende da situação, e leva tempo. Respeite o seu tempo, busque ajuda, caso sinta que precisa, e tente recuperar a confiança que você tinha. Por mais amor que ainda sinta, você já existiu sem essa pessoa que terminou com você. E por mais que agora a vida pareça muito mais sem graça sem ela, você vai eventualmente ficar bem e recuperar a essência de ter existido e brilhado sem ela ao seu lado.

Continua após a publicidade

Publicidade