Menina é chamada à diretoria da escola por cabelo “armado demais”

O caso aconteceu na escola Amesbury Middle School, no Canadá

Por Da Redação - Atualizado em 6 nov 2017, 17h56 - Publicado em 24 nov 2015, 17h40

No colégio, não é raro ter que dar uma passadinha de vez em quando na diretoria por algo que você tenha feito, né? Porém o que aconteceu com uma estudante canadense do oitavo ano da Amesbury Middle School foi muito algo muito distante de uma conversa por indisciplina. Após ser chamada à diretoria, a menina se surpreendeu com o motivo da “bronca”: segundo a diretora, ela estava com seu cabelo crespo “armado demais “.

A adolescente com a sua mãe, Teresa

Depois de receber um elástico e ouvir que deveria “dar um jeito no cabelo” e que “nunca iria arrumar um emprego assim”, a estudante de 13 anos perguntou por que isso estava acontecendo com ela, já que as meninas que têm cabelos diferentes do dela não passavam pela mesma situação. A resposta da diretora foi que, se ela voltasse a aparecer na escola com os fios armados e soltos, iria ficar dentro da diretoria até fazer algo para mudar sua aparência.

As ofensas continuaram e a diretora disse para a jovem que “se ela fosse vendedora em uma loja, ninguém compraria nada dela”. Chocadas, a mãe e a tia da garota denunciaram o episódio no Facebook. Kaysie Quansah, a tia da menina, falou ao jornal City News sobre como é difícil para meninas negras crescerem em uma sociedade com padrões de beleza tão irreais e que isso só reforça o sentimento de que não são bonitas o suficiente.

A família não quis mostrar o rosto da garota por medo de represálias

A história da estudante canadense não é o único fato recente envolvendo o preconceito relacionado ao cabelo de alguém. Há alguns dias, uma líder de torcida americana foi expulsa da equipe por se recusar a alisar os fios . Mais amor e menos padrões, certo?

Continua após a publicidade

O que você achou da história toda?

Publicidade