Klara Castanho relembra insegurança com o corpo: “Não me gostava”

A atriz contou que sua família a ajudou a passar por essa fase <3

Por Izabel Gimenez 3 out 2019, 12h11

Se já é difícil lidar com os julgamentos no dia a dia, imagina quando você é uma pessoa famosa e está sob os holofotes? Pois é! Klara Castanho, que ficou conhecida aos 9 anos, passou por toda sua fase de amadurecimento na frente das câmeras e confessou que não foi fácil. Em entrevista à QUEM, a atriz abriu o coração sobre a insegurança que teve desde de muita nova em relação ao seu corpo.

klara-castanho
Klara Castanho Instagram/Reprodução

De acordo com a conversa, quem a ajudou muito a passar por essa fase foram seus pais, que sempre estiveram presentes, dando todo o apoio necessário. “Meus pais me prepararam desde muito cedo, sempre foram muito conscientes do que eu encararia. E em primeiro lugar está minha família, pois tive muita insegurança com relação ao meu corpo, por exemplo. O processo pra entender que eu não precisava me comparar a ninguém, que meu corpo era único…“, relembrou.

  • Klara contou que via modelos e comparava, mesmo sem querer, seu corpo ao delas, e isso afetava muito seu psicológico. “Eu sempre fui proporcional ao meu tamanho: sou baixinha, meu estômago é alto. Nunca vou ter barriga chapada. Quando entendi isso, passou a fase de guerra comigo mesma. Olhava no espelho e não me gostava“, afirmou.

    Apesar de nunca ter se jogado em ~dietas malucas~ e zero saudáveis, a jovem tentou fazer reeducação alimentar. “Minha mãe ficava: ‘Para, você é adolescente, seu peso e saúde estão bons. Para com isso’. Eu devo toda minha integridade mental aos meus pais”, disse.

  • Tempos atrás, Klara compartilhou no Instagram uma foto de biquíni e fez um desabafo emocionante falando sobre autoaceitação. “Entendi que não sou igual a ninguém e ninguém é igual a mim. Eu vou entender que eu sou bonita de algum jeito, que eu gosto de mim de algum jeito, de um jeito menos. Não tem como me comparar, porque eu não vou ter o que o outro tem porque eu simplesmente quero ter. A gente tem que se amar como a gente é. E é difícil falar isso e é muito clichê, mas é necessário”, comentou na época.

    Que ela possa inspirar muitas outras garotas! <3

    Continua após a publicidade
    Publicidade