Garota britânica é barrada na escola porque estava com o cabelo “vermelho demais”

Emily Reay só pode voltar para a aula quando deixar os fios mais naturais

Por Juliana Costa - Atualizado em 17 ago 2016, 16h02 - Publicado em 17 abr 2015, 15h30

Ao voltar para a aula depois do último feriado de Páscoa, a britânica Emily Reay teve uma surpresa: ela foi barrada por estar com o cabelo “vermelho demais”. A direção da Trinity School, em Carlisle (no Reino Unido), disse que a garota de 17 anos só vai poder voltar ao colégio depois que deixar os fios mais naturais.

Em entrevista ao The Telegraph , a mãe de Emily comentou que a instituição realmente proíbe os alunos de usarem tons de cabelo “não naturais” (tipo rosa ou azul). “Mas ruivo não é uma cor natural?”, questionou. A estudante, que é ruiva de verdade, curte acentuar o tom com tinturas e já usa o look atual há cerca de três anos. Ela chegou a sugerir que frequentasse as aulas com os fios presos ou com a cabeça coberta por um gorro, mas a escola não aceitou a ideia.

“O mais engraçado é que meu cabelo estava mais vibrante do que isso no baile da escola, e ganhei o prêmio de melhor penteado da noite”, contou a garota à publicação.

Emily também é cantora e disse que o cabelo vermelho já virou uma espécie de marca registrada dela. “Para mim [o ruivo] é uma questão de confiança. Se eu pintar meu cabelo de castanho, vou perder isso”, comentou.

Continua após a publicidade

Impedir uma garota de estudar apenas por causa da cor do cabelo é algo muito sem sentido, não? O que você achou da polêmica?

Publicidade