Depilação a laser: será que esta técnica é a ideal para você?

Conversamos com experts no assunto e tiramos todas as dúvidas sobre o método

Por Amanda Caroline - Atualizado em 21 mar 2018, 19h44 - Publicado em 18 jul 2016, 14h00

Depilação a laser dói? Vai durar para sempre? Pode fazer no rosto? Calma, miga! A gente sabe que estas e outras dúvidas passam pela cabeça de quem está cogitando um método que acabe com os pelinhos do corpo. Por isso, a CAPRICHO conversou com experts no tema e te dá todas as respostas! \o/. Vem ver!

– Como funciona?
Sim, os fios são eliminados pela raiz. Por meio de uma “afinidade” que tem com a melanina, substância que dá cor à nossa pele e cabelos, o laser chega lá no bulbo (onde o pelo nasce) e o destrói. Os fios caem e param de crescer. Todas as regiões do corpo podem receber esta luz de alta intensidade, do rosto à virilha.

– Quem pode fazer?
Não existe restrição de idade para a depilação a laser. Porém, é melhor que a garota aguarde a puberdade para iniciar o procedimento. Nesta fase, que normalmente ocorre entre 12 e 15 anos, há um boom de hormônios e os pelos começam a crescer de forma mais evidente. E vale a pena esperar, viu?! Isso garante melhores resultados e evita mais sessões do que o necessário (além de economizar seu dinheirinho rs).
A luz caminha até a raiz do fio através da melanina, lembra? Em garotas negras (que têm mais melanina na pele), a tendência é haver uma “confusão” entre o que é pelo ou pele – e a consequência pode ser uma queimadura séria. Embora existam no mercado alguns lasers para as negras, os especialistas os recomendam apenas para a pele morena escura. Em tons mais escuros que este, qualquer tipo de depilação a laser é considerada pouco segura.   
Não é indicado que meninas de pelos claros optem por este método também, já que possuem pouca melanina no fio. A técnica é ideal para quem tem pele clara e pelo escuro.

E mais: grávidas e pessoas com inflamação na área a ser depilada não devem investir no laser. O procedimento também pode afetar alguns tratamentos médicos. Então, é fundamental que você procure um especialista sério e confiável, que saberá avaliar todas as possibilidades.


+ Driblar o frizz, a queda e outros dramas capilares não é tão difícil. Quer ver?

Continua após a publicidade

– A depilação a laser é definitva?
Ela é duradoura, não definitiva. Isso porque existem células-tronco (que podem se dividir e assumir a função de outras céluas) próximas ao bulbo. Elas identificam a falta de pelo na região e estimulam um novo crescimento. Geralmente são necessárias de 6 a 8 sessões feitas em intervalos de 30 dias para eliminar os pelos. Em duas sessões, já é possível ver a diminuição de 70% dos fios. Depois, vem a manutenção: é preciso marcar sessões extras – semestrais ou anuais – para remover alguns pelinhos que ainda podem nascer.

– E vai doer?
Nós não vamos mentir: a aplicação incomoda um pouco. Quando o profissional dispara a luz, a sensação é de um pequeno choque. Mas isso varia de pessoa para pessoa.

– Quais são os cuidados que devo tomar antes e depois das sessões?
Olha só: antes de uma sessão, você precisa ficar 15 dias sem se depilar e sem expor a região ao sol. Na noite anterior e durante o período de tratamento, deve raspar os pelos apenas com lâminas. A cera e a linha são métodos que o removem pela raiz, e isso acaba com todo o processo, já que é necessário ter o fio na superfície da pele para que o laser chegue ao bulbo.

Depois, também é essencial evitar tomar sol por 15 dias – para não agredir nem manchar a pele. Se não tiver jeito, você deve aplicar um protetor solar (o de FPS 30 é suficiente) e reaplicá-lo de 3 em 3 horas. Por isso, a época mais indicada para fazer a depilação a laser é durante o inverno. Usar loções hidratantes ajuda bastante a aliviar a ardência que pode rolar na pele até dois dias após uma sessão.

– Qual a diferença entre o laser e a luz pulsada?
O laser é um feixe de luz focado lá na raiz do pelo – e o “mata”. Esta ação aumenta o tempo de crescimento do fio e diminui o número de sessões. Já a luz pulsada (fotodepilação) não é uma luz tão específica, ela é de baixa intensidade e só enfraquece a raiz. Ou seja, exige um número maior de idas à clinica. A vantagem é que esta técnica já é mais indicado para meninas negras.

– Quanto custa?
Os valores variam com a região em que você mora e as áreas a serem depiladas, e eles são calculados por sessão. Em média, as áreas pequenas e médias custam até R$ 150. Se o espaço é maior, pode chegar até R$ 200. É salgadiiinho… rs.

– E onde que eu faço?
Clínicas de estética oferecem este serviço e os profissionais que mais as realizam são dermatologistas, biomédicos e fisioterapeutas especialistas em estética. Os esteticistas também podem aplicar o laser, mas sob supervisão. Faça uma pesquisa antes de escolher o lugar – boas máquinas e profissionais fazem diferença!
A depilação a laser vale a pena?! Se você já testou, conte para a gente o resultado! 🙂

Quem deu as informações: a dermatofuncional Aline Stringhetta e as dermatologistas Vanessa Metz e Valéria Marcondes, membro-fundadora da Sociedade de Laser de São Paulo. 

Publicidade