A CH responde as dúvidas mais frequentes sobre seios

Seu corpo está se desenvolvendo e é normal rolarem algumas questões

Às vezes, você se olha no espelho e acha que tem algo de errado com seus seios? Chegou a hora de desencanar! A CAPRICHO levantou as principais dúvidas que envolvem o tema e responde todas elas a seguir.
“Meus peitos serão iguais aos da minha mãe?”
Talvez. O formato e o tamanho deles são determinados geneticamente, mas você pode puxar sua mãe, a família do seu pai ou ser uma mistura única. Lembre-se também de que boa parte dos seios é formada por gordura – por isso que, quando você engorda, eles ficam um pouco maiores.
“Vou ter que esperar até quando?”
Adolescência é uma fase de mudanças, portanto, é preciso ter paciência. Em geral, os seios começam a crescer dois anos antes da primeira menstruação e terminam o processo de desenvolvimento entre 17 e 18 anos.
“Tenho um peito maior do que o outro. E agora?” 
Sem desespero, isso é comum, afinal, nosso corpo não é simétrico. Um lado do seu rosto não é mais fotogênico? Então, um peito também pode ser um pouco maior que o outro.Além disso, enquanto eles se desenvolvem, a velocidade de crescimento em cada lado pode variar, o que evidencia a diferença. Com o tempo, ela se ameniza. Caso isso não aconteça, procure seu ginecologista. Plástica só é recomendada para assimetrias muuuito grandes, ok?
“O peito fica maior na TPM?”
Isso rola, sim. Nos dias que antecedem a menstruação, o corpo passa por alterações hormonais que podem deixar os seios inchados e também doloridos. Com a menstruação, esses sintomas tendem a desaparecer.
“Sem sutiã, o peito fica flácido?”
O sutiã traz sustentação e conforto. Mas a flacidez está relacionada à perda de colágeno, que só vai acontecer daqui a vááários anos… Você usa sutiã sempre, até na hora de dormir? Prefira um modelo sem arames e bojo para não machucar sua pele. Fizemos uma seleção de sutiãs para quem tem seios grandes e seios pequenos, lembra?
“E as estrias? Socorroooo!”
Elas aparecem quando a sua pele estica tanto que, puf, arrebenta. Aí vem a cicatriz, conhecida como estria. Depois de instalada, é difícil resolver. O jeito é tentar prevenir, caprichando na hidratação da pele e evitando mudanças bruscas de peso.
“É normal que o seio não tenha bico?”
Sim. Algumas garotas têm os bicos mais planos ou mesmo invertidos (como se estivessem virados para dentro). Nada grave: você pode ter mais dificuldades para amamentar, mas existe um aparelho simples que facilita a tarefa. Também não encane se surgirem pelos em volta do mamilo. A quantidade tem a ver com genética e até origem – mulheres negras, árabes e portuguesas, por exemplo, são mais peludas. Nada que uma pinça não resolva.
Pronta para ficar de bem com o seu peito?
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s