6 motivos para você não mexer nas suas espinhas

A gente sabe que a mão coça e é difícil segurar, mas acredite: este é um hábito que só detona sua pele. A CAPRICHO vai te convencer de uma vez por todas!

Por Thais Varela|Foto: Getty Images Atualizado em 17 ago 2016, 17h05 - Publicado em 30 ago 2015, 11h41

Ninguém gosta de acordar e dar de cara com uma espinha nova no rosto. Bate logo aquela vontade de espremer para acabar com ela o quanto antes, certo? Mais ou menos. Você pode até liberar sua tensão, só que em vez de se livrar do problema, pode ganhar outro maior. A CH vai te mostrar seis motivos para manter as mãos longe das suas espinhas. Promete tentar?

1. Vai doer

Que atire o primeiro creme antiacne quem nunca apertou uma espinha e sentiu uma pontada percorrer o corpo todo! Como a região está inflamada, dói bastante. E sai sangue, faz aquela sujeira… Argh! Sem contar que, depois, a área acaba ficando inchada e sensível.

2. O problema pode piorar…

A espinha aparece quando o poro fica entupido e não consegue secretar o sebo que produz. Esse sebo entra em contato com as bactérias do ambiente e a área, então, inflama. Os dedos e as unhas, mesmo limpos, contêm bactérias que podem contaminar ainda mais a região.

3. …piorar muuuito!

Aí em cima a gente comentou que as mãos e as unhas podem fazer você ganhar uma infecção. Em casos mais graves, rola até o aparecimento de furúnculos (erupções que causam vermelhidão no local). Ai!

Continua após a publicidade

4. A cicatrização demora mais

Ao espremer uma espinha, nem sempre você consegue retirar todo o pus dela. Resultado: a inflamação se prolonga, a pele fica machucada e ainda mais sensível. Preparada para conviver com sua espinha por mais uns bons dias? Se não estiver, melhor não mexer nela.

5. Talvez você ganhe uma marca

Você agride a pele e, dependendo da profundidade do machucado, a cicatriz pode ser permanente. Invista em um secativo e evite uma marca indesejada. 😉

6. Nem o make vai dar jeito

Em alguns casos, depois que esprememos a espinha surge uma casquinha escura na região durante o processo de cicatrização. Além de incomodar, ela é mais difícil de esconder com maquiagem do que a própria acne.

Meças suas espremidas, parças! Hehehe.

Quem deu as informações: Vivien Yamada, dermatologista da clínica Haute Dermatologia e Estética.

Continua após a publicidade
Publicidade