10 razões para você não deixar uma espinha te derrubar

Acordar e dar de cara com uma espinha não é nada legal, a gente sabe. Mas não vai ser este pontinho no rosto que vai acabar com a sua diversão, né?

Por Juliana Costa Atualizado em 5 dez 2017, 13h21 - Publicado em 26 mar 2016, 11h10

1. Assim como a espinha vem, ela vai embora – ok, demora um pouquinho, mas uma hora ela some. Não adianta se descabelar, chorar, descer pela parede… 

2. Encanar = espremer = DOR (Ai!) = marca. Nãããããão!

3. Acredite: você não será a primeira nem a última garota a passar isso. E esta não será a primeira nem a última vez. #MelhorNãoSofrer

4. As pessoas reparam muito menos do que a gente pensa nas nossas espinhas. E se repararem também… e daí? Adolescência é isso, minha gente!

5. Base, muita base. Altas doses de corretivo e várias pinceladas de pó. Cuidado, na tentativa de escondê-la demais, você pode piorar a situação.

Continua após a publicidade

6. Mas isso também não quer dizer que não rola dar um truquezinho com make – sem exagero.

7. Além da maquiagem, você tem alguns outros aliados. Secativos e compressas de água gelada ajudam a amenizar a vermelhidão e o inchaço das espinhas. Yay!

8. Quem vai prestar atenção em uma espinha quando você está com um batom poderoso…

9. …ou com um olhão incrível? 

10. Fala a verdade, não vai ser uma mera espinha que vai te impedir de se sentir 100% linda, vai! Não mesmo! Deixe seu #GirlPower falar mais alto!

Continua após a publicidade
Publicidade