Você sabe o que significa a palavra sororidade?

O termo foi citado no BBB20 e fez muuuita gente ir atrás de respostas. Afinal, o que é sororidade?!

Por Isabella Otto - 11 fev 2020, 12h57

Na votação que rolou no último domingo, 9, no BBB20, que emparedou Hadson e Prior, Manu Gavassi justificou seu voto falando que era uma questão de sororidade. Depois que o Paredão foi formado, Prior perguntou para a Manu o que o termo significava. Mas parece que não é apenas o participante desta edição que não sabe o significado da palavra, viu? O Google divulgou que a busca pelo termo aumentou 150% após o episódio.

Isso também é sororidade. Reprodução/Reprodução

Sororidade é uma expressão bastante usada dentro do movimento feminista, mas que se encaixa em qualquer situação do cotidiano da mulher – inclusive no dia a dia daquelas que ainda não se consideram feministas. Ela significa e promove a união entre as mulheres. Ou seja, representa uma série de atitudes e pensamentos que contribui para o empoderamento feminino e luta contra a rivalidade feminina ainda tão estimulada na nossa sociedade.

Quer aprender na prática? Então, bora pegar o que aconteceu no BBB20. Quando Marcela e Gizelly contaram para as meninas na casa sobre o plano do “Teste de Fidelidade” que alguns meninos tinham feito, estivessem eles blefando ou não, a maioria das meninas acreditou na dupla. Mesmo que nem todas tivessem motivos para acreditar, diante da situação, elas preferiram dar o benefício da dúvida para as mulheres. Bianca Andrade, entretanto, de início, duvidou da fala das meninas. Assim, é possível dizer que a participante não praticou a sororidade.

Com o tempo, Bianca, cuja atitude foi motivada pela cultura machista a qual ainda somos inseridas, foi entendendo que, ao ficar em cima do muro e duvidar da fala de Marcela e Gizelly, ela acabou tomando partido em prol dos homens. Mesmo assim, várias meninas na casa, como a própria Manu, explicaram para ela todos esses pontos e o quanto a sororidade era importante dentro do jogo e fora dele. E ela entendeu, pelo menos, na teoria, como é possível ver abaixo:

Mais do que promover a união entre as mulheres, a sororidade promove o respeito. É muito comum que, mesmo que inconscientemente, a gente dispute poder com outras mulheres pelo simples fato de que aprendemos que é assim que funciona. “Ah, não, mas eu tenho que estar mais bonita que fulana”, “você viu como ciclana estava vestida?!”, “não acredito que a Mariazinha fez aquilo! Aquilo não é atitude que se preze”, “meu corpo não é tão bonito quanto o da @”. Julgar outras mulheres e se comparar a todo o tempo com elas é estimular a rivalidade feminina e, assim, a cultura do machismo – porque “é coisa de menino da 4ª série” fazer listinha com as mais gatas da sala, né?. A grande importância da sororidade é que ela serve para fortalecer nossa saúde mental, tantas vezes extremamente maltratada, e enfraquecer a ideia de que nós temos que viver para agradar outras pessoas, principalmente garotos, e padrões comportamentais e de beleza. 

Em suma, juntas somos mesmo mais fortes. 

Publicidade