Tirar carteira de motorista pode ficar mais fácil com esse projeto de lei

Proposta altera algumas normas da carteira nacional de habilitação; saiba mais!

Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro apresentou um projeto de lei que altera o Código Brasileiro de Trânsito e também promove alterações em algumas normas da carteira nacional de habilitação (CNH). Entre as mudanças propostas pelo projeto está a redução de custos para a obtenção da CNH, fazendo com que fique mais fácil e rápido tirar uma carteira de motorista.

 (Marie LaFauci/Getty Images)

Como forma de reduzir os custos na obtenção da CNH, um dos pontos do projeto é cortar exigências, como o simulador de carro, uma espécie de videogame que auxilia os candidatos antes das aulas práticas e que costuma fazer o processo de tirar a carteira ficar mais caro e demorado.

Além disso, o projeto deve dobrar o prazo de validade da CNH (de 5 para 10 anos) e dobrar também o limite máximo de pontos que um motorista pode ter na carteira sem perder a autorização de continuar dirigindo – de 20 para 40 pontos. A alteração que mais causou polêmica, contudo, foi outra: com o projeto, Bolsonaro pretende acabar com multas para motoristas que desrespeitarem regras de transporte de crianças nos veículos. Ou seja, crianças pequenas que estiverem no carro sem usar a cadeirinha adequada para segurança.

A mudança está sendo vista de forma negativa por uma parcela grande da população, visto que a medida foi um dos pontos fundamentais para diminuir as mortes causadas por acidentes de trânsito.

Falta decidir se a proposta será apresentada como medida provisória, que entra em vigor assim que enviada ao Congresso, ou como projeto de lei, que precisaria passar por uma votação dos parlamentares.

Qual sua opinião sobre essas mudanças?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. João Vieira

    São Paulo, 07 de Junho de 2019

    Olá Galerinha da Revista Capricho,
    Para começar gostaria de expressar o meu carinho pela revista, e dizer que a Capricho faz parte da minha adolescência todinha, sempre admirei como a revista soube executar muito bem a sua relação com os seus leitores, e sempre foi muito fiel ao seu público alvo.
    Gostaria de parabenizar a revista por abordar temas que podem parecer simples, porém são de extrema importância, como a mudança das normas da CNH. Confesso que antes de ler a matéria, eu não estava por dentro das novas regras que ainda estão sob análise de aprovação, e ao ler a notícia tive uma mistura de sentimentos com as novidades. A minha CNH venceu esse ano e eu adoraria que a duração dobrasse e fosse para 10 anos, e acredito que muitos motoristas que acabam levando pontos na carteira por alguma infração “pequena” também adorariam que dobrasse de 20 para 40 pontos o limite máximo, para não perder a sua autorização.
    Outra ótima notícia, é a questão do simulador, cá entre nós, aquele simulador é extremamente desnecessário. Nem os instrutores de aula levam à sério, fora que faz com que a carta fique mais cara, e prorroga mais tempo para tirar a CNH.
    Mas como nem tudo são flores, principalmente com ideias vindas do atual governante do Brasil. Gostei muito quando vocês comentam que “A mudança está sendo vista de forma negativa por uma parcela grande da população” e muito bom para os leitores essa informação, pelo menos me causa a sensação de que não sou o único a ser contra essa proposta. O uso da cadeirinha é tão fundamental como o cinto de segurança no carro, a gravidade do que pode acontecer é muito grande e os danos são muito fortes.
    Gostaria de sugerir um tema para as próximas pautas, gostaria de ler uma matéria sobre Autoescolas que são só para Mulheres.

    João Victor Bernardo Vieira – São Paulo – SP

    Curtir

  2. Solys Matinelli

    Particularmente, acredito que as propostas do governo federal, em ralação a CNH é muito positivo. O simulado por exemplo, nem as auto escolas acreditam que auxilia em alguma coisa na prática de direção. Outro ponto positivo, em relação a uso de cadeirinha, creio que nesse ponto Ah um pouco de confusão, inclusive por parte da Capricho, porque a proposta é acabar com a aplicação de multa e não isentar da responsabilidade quem não fazer uso quando necessário. Inclusive, quem for pego nessa situação, vai perder os 7 ponto na carteira, só não será multado financeiramente.

    Curtir