Notas do Enem 2019 são liberadas pelo INEP; saiba o que fazer com elas!

Dá para tentar uma chance até mesmo em universidades internacionais, sabia?

Por Da Redação - Atualizado em 17 jan 2020, 11h25 - Publicado em 17 jan 2020, 11h24

Nesta sexta-feira, 17, o INEP liberou as notas do Exame Nacional do Ensino Médio 2019. O resultado pode ser conferido na Página do Participante, no próprio site da instituição, ou no aplicativo do Enem. Para isso, é preciso que o candidato tenha em mãos o CPF e a senha de acesso ao sistema.

Getty Images/Getty Images

Com mais de 5 milhões de pagantes, muitos realizam a prova com um plano já traçado. Outros, contudo, ainda não sabem bem ao certo o que fazer com a nota ou qual curso prestar. Confira abaixo as possibilidades que o candidato possui ao prestar o Enem:

1. Participar do Sisu
Para tentar uma chance no Sistema de Seleção Unificada, é preciso tirar uma nota superior a zero na redação. As pontuações médias dos cursos são diferentes e variam de instituição para instituição. Concorrer a uma vaga nas universidades públicas do Brasil é um dos motivos pelos quais a maioria das pessoas presta Enem. Neste ano, as inscrições para o 1º semestre do Sisu rolam entre os dias 21 e 24 de janeiro.

2. Ter acesso ao Fies
Para aqueles que não conseguiram se matricular pelo Sisu, podem tentar o Fies, que é o Fundo de Financiamento Estudantil, e ingressar em universidades por meio de um financiamento. Para isso, o candidato não pode ter zerado a redação e tem que ter obtido uma nota superior à 450 pontos em algum Enem depois de 2010, não usando necessariamente a edição mais recente. Neste ano, as inscrições para o Fies rolam de 5 a 12 de fevereiro.

 

3. Se inscrever no Prouni
Há ainda a possibilidade de usar a nota do Enem para se inscrever no Programa Universidade Para Todos, voltado para estudantes de baixa renda que pretendem conseguir bolsas de estudo, parciais ou integrais, em universidades particulares. Aqui, só vale a nota da última edição do Enem, que deve ser superior a 450 pontos. A redação também não pode ter sido zerada. Neste ano, as inscrições para o Prouni rolam de 28 a 31 de janeiro.

4. Ter desconto em universidades particulares
A forma como as faculdades pagas utilizam o Enem varia muito. Enquanto algumas apenas complementam a nota do candidato do vestibular com a do Exame Nacional, outras usam a nota do Enem para oferecer descontos. É preciso checar instituição por instituição para ver como usar a nota e para que ela serve.

5. Se matricular em universidades internacionais
Muitos alunos que prestam Enem querem tentar uma chance em instituições portuguesas, já que, desde 2014, essa é uma possibilidade. Mais de 40 universidades já aceitam o exame como método de ingressão! Aqui, novamente, é preciso checar instituição por instituição para ver como proceder.

Publicidade