Mulher (ainda) trabalha o dobro que homem em tarefas domésticas, diz IBGE

Estatísticas mostram o que não é surpresa pra ninguém: mulheres fazem 100% a mais do trabalho doméstico que os homens.

Por Amanda Oliveira - 3 Maio 2019, 15h08

É um estereótipo antigo e ainda muito forte entre as pessoas acreditar que apenas mulheres são e devem ser responsáveis pelas tarefas domésticas, como cozinhar, lavar louça, limpar a casa e lavar roupa. Você já parou para tentar imaginar quanto tempo mulheres e homens gastam com esses afazeres? A resposta pode te deixar indignada, mas certamente não irá te surpreender.

Getty Images/Reprodução

Em média, mulheres gastam 21,3 horas semanais cuidando da casa, enquanto os homens perdem apenas 10,9 horas no mesmo período de tempo. Ou seja, o trabalho feminino dentro de casa é praticamente o dobro em comparação aos homens. Os dados foram apurados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua).

De acordo com as estatísticas, as mulheres também saem na frente na soma das jornadas de trabalho e das tarefas domésticas: são, em média, 53,3 horas semanais totais de trabalho para as mulheres, enquanto os homens trabalham 50,2 horas no geral. Ou seja, o relatório não considera apenas as mulheres que se dedicam ao trabalho doméstico (popularmente conhecidas como “donas de casa”). Uma grande parcela de mulheres trabalha fora e, quando chega em casa, ainda precisa continuar trabalhando.

No ano passado, as mulheres também representaram uma maioria esmagadora nos cuidados com a casa. Entre as milhões de pessoas com mais de 14 anos que realizavam afazeres domésticos, 68 milhões eram homens e 82,1 mulheres. Na lista de atividades, a taxa das mulheres foi significativamente maior no preparo de comida, limpeza de roupas, calçados e da casa. A única atividade em que os homens tiveram uma taxa maior de trabalho foi em pequenos reparos ou manutenção de eletrodomésticos e automóvel.

Continua após a publicidade

Em alguns outros países, como a Suécia e a Alemanha, a taxa de trabalho feminino em afazeres domésticos ainda é maior, mas com uma porcentagem muito menor: 30% e 15%, respectivamente. No Brasil, nosso número é 100%. Essa realidade não é novidade nenhuma, mas os dados devem gerar uma reflexão necessária: será que isso é mesmo justo? Por que nosso país continua a aceitar essa realidade?

Se você é mulher e já se envolveu em algumas discussões com homens, provavelmente já deve ter ouvido algum dizer “vai lavar a louça”, como se você não tivesse o direito de opinar em algo ou sequer estar ali. Esses dados, contudo, reforçam que esse tipo de coisa não pode ser tratada como piada ou como algo normal. Tarefas domésticas são importantes e essenciais em toda casa, mas isso não é e nunca foi obrigação exclusivamente da mulher. Homens, a mão de vocês não vai cair se vocês lavarem uma louça ou limparem um cômodo. #Dica

Publicidade