Meu namoro esfriou, será que é o fim?

Começo de namoro é aquela paixão que não desgruda, depois o tempo passa e o relacionamento dá uma esfriada. Quando isso acontece, será que é o fim?

Começo de namoro é aquela paixão que não desgruda, depois o tempo passa e o relacionamento dá uma esfriada. Quando isso acontece, será que é o fim? A J. quer saber:

“Eu namoro há cinco meses, e, no início, vivia grudada nele mas comecei a sentir que ele não gostava muito. Hoje, nossa relação anda meio fria, a gente só se encontra vez ou outra e na escola quase não nos falamos. O que eu faço para melhorar nossa relação?”

É normal que, conforme o tempo vá passando, a “energia” do namoro mude: daquela paixão louca do início para o amor tranqüilo e seguro que garante os longos relacionamentos.

Mas o que chama atenção na história da J. é que o namoro dela não tem tanto tempo assim. Com apenas cinco meses era para eles estarem em pleno amor. Então o que foi que aconteceu? Eu arriscaria que está faltando algo essencial: cumplicidade. Esse sentimento que faz a gente querer compartilhar nossas emoções, experiências e sonhos com o outro.

Tudo bem que grande parte das paixões surgem de uma forte atração física, mas ela só serve para fazer a conexão incial e não consegue sozinha sustentar um relacionamento mais sério.

Por isso, é meio roubada começar um namoro sem conhecer direito o garoto, sem saber nada sobre ele além de que é um gatinho. O risco que se corre é justamente esse: descobrir depois de pouco tempo que existe pouca coisa em comum entre vocês. Daí não tem jeito e o namoro fica sem graça mesmo.

Minha sugestão para J. é tentar recomeçar: encontrar mais tempo para vocês se conhecerem melhor. O que não significa que vocês devem ficar grudados, apenas que precisam ter mais tempo sozinhos, fazer mais coisas juntos. Ponha a criatividade para funcionar e invente programas legais a dois.

Agora, existe alguma possibilidade desse namoro não ter mais salvação. É triste, mas eu preciso falar. Se o gatinho não se mostrar disposto a mudar a dinâmica entre vocês, infelizmente, não há muita coisa a fazer. Um namoro legal é feito a dois, não adianta só você se esforçar para fazer as coisas diferentes. Se for esse o caso, meu conselho é que você não insista demais: às vezes essa história já deu o que tinha que dar e o melhor é guardar os bons momentos como lembrança antes que isso vire um “namoro em crise infinita”.

Garotas que namoram, alguma dica para a J.?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s