Maneva: ‘O amor é amor em qualquer forma que ele tenha’

Em entrevista à CAPRICHO, banda Maneva fala sobre Unhas Compridas, nova música de trabalho que retrata a história de amor de duas mulheres.

Por Da Redação - 5 abr 2017, 16h35

Você sabia que o Maneva é um dos grupos de reggae mais ouvidos do Spotify? Comemorando 12 anos de carreira, a banda acaba de lançar seu segundo DVD, gravado em São Paulo, e um CD com algumas músicas inéditas. Uma delas, Unhas Compridas, foge daquele clichê musical do homem falando para a mulher, e retrata o amor entre duas garotas. Para Tales (vocalista), Diego (percussionista), Felipe (guitarrista), Fernando (baixista) e Fabinho (baterista), essa discussão sobre direitos da comunidade LGBT é obrigatória. “Essa música veio justamente pra gente entender que o amor é amor em qualquer forma que ele tenha“, afirma Tales.

Maneva: 'O amor é amor em qualquer forma que ele tenha'
Reprodução/

A banda ainda fala sobre essa necessidade de os jovens de precisarem bombar nas redes sociais para serem felizes. “Estamos vivendo uma grande crise nos dias atuais por isso. Vale tudo por like“, opina o vocalista, que logo é apoiado pelos colegas de trabalho. Essa entrevista deliciosa, conduzida pela repórter Isa Otto, você confere na íntegra abaixo:

CH Entrevista: Maneva

Continua após a publicidade

CH Entrevista: Maneva

Posted by Capricho on Tuesday, April 4, 2017

Acompanhe o Maneva nas redes sociais e fique de olho na agenda deles no Facebook

Publicidade