Laudo indica que garota foi mesmo estuprada por policiais após pedir ajuda

Assustada, moça estaria fugindo de uma tentativa de assalto e os PMs teriam se prontificado a levá-la em segurança até o destino

Uma jovem de 19 anos acusou um policial militar de tê-la estuprado após fazer um pedido de ajuda. Um outro policial, que estava na viatura, teria colaborado com o crime, que teria acontecido no último dia 19, na Praia Grande, litoral de São Paulo. A denúncia foi registrada em uma delegacia da mulher.

Segundo a adolescente, ela estava sendo perseguida por um cara que tinha tentado assaltá-la e parou ao ver a viatura. Ela disse que precisava ir até o Terminal Rodoviário Tude Bastos, e os policiais se prontificaram a levá-la em segurança até o destino. No meio do caminho, eles teriam pegado um desvio e abusado da garota.

 (Cesar Okada/Getty Images)

O caso seguia em aberto até a última quinta-feira, 29, quando um laudo apontou que a jovem foi mesmo vítima de violência sexual. A Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo confirmou a informação ao G1. De acordo com Benedito Domingos Mariano, representante do órgão, o resultado dos exames confirma que houve relação sexual e sinaliza também uma pequena lesão na genitália da jovem, “o que aponta o ato criminoso, já que não foi consentido pela vítima”.

As investigações continuam e os dois policiais estão em prisão preventiva no Presídio Romão Gomes. É esperado que eles sejam expulsos da Polícia Militar e cumpram regime fechado pelos crimes que cometeram. “Me deixaram na rodoviária como se nada tivesse acontecido(…) Ele [o policial que estuprou a menina; o outro acobertou o crime] ainda teve coragem de perguntar se estava tudo bem. Eu só queria ir embora”, disse a vítima.

Um relatório recente divulgado pela Secretaria de Segurança Pública, que analisa os meses de janeiro a maio de 2019, mostra que Caraguatatuba é a cidade da região do Litoral Norte com mais casos de estupro registrados. Outra cidade litorânea que está entre as mais perigosas para mulheres é Ubatuba.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s