Homem mata ex-esposa com 20 facadas na presença da filha de 8 anos

Mais um caso de feminicídio foi registrado nesta semana :(

Por Amanda Oliveira - 28 ago 2018, 16h29

No último domingo, 26, Maria Regina Araújo foi atingida por uma faca nas costas e no pescoço vinte vezes. Ela tinha 44 anos e morava em Itapoã, no Distrito Federal. O suspeito? Eduardo Gonçalves de Souza, ex-marido dela. Assim como a grande maioria dos casos de feminicídio, o agressor não aceitava o término do casamento. A filha de 8 anos do casal estava em casa quando o crime aconteceu e entrou em estado de choque.

iStock/Reprodução

Para o EXTRA, uma amiga da vítima disse que a criança estava tomando banho quando percebeu que havia algo de estranho na casa. “Foi a menina que chamou os vizinhos. Ela estava só de calcinha, enrolada na toalha. Deve ter ficado em choque”, disse. Segundo ela, o relacionamento de Eduardo e Maria era conturbado. Os dois estavam separados há um ano e ele não aceitava o término.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou apoio psicológico à menina.

De acordo com a amiga de Maria, Eduardo já era agressivo durante o relacionamento e esse teria sido um dos motivos da separação. Ele também já havia sido denunciado por violência doméstica. “Na semana passada, ela registrou uma ocorrência por ameaça. No sábado, Eduardo passou o dia bebendo e no domingo também. Até comentou com um amigo que ia fazer uma besteira“, conta. O caso foi registrado como feminicídio e Eduardo segue foragido.

Continua após a publicidade

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, foram registrados 16 casos de feminicídio no estado, somente de janeiro a julho deste ano, classificado quando o crime é motivado por condição de gênero.

Até quando?

 

Publicidade