Fióti diz que segurança de banda famosa foi racista com ele no Lolla

Irmão do Emicida acusa segurança de tê-lo xingado de macaco.

Por Da Redação - Atualizado em 8 abr 2019, 11h02 - Publicado em 7 abr 2019, 15h16

Evandro Fióti, rapper e irmão do Emicida, usou as redes sociais para relatar um caso de racismo sofrido no segundo dia de Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos, no último sábado, 6.

Reprodução/Reprodução

O cantor disse que um segurança da banda Kings of Leon, um dos principais nomes do festival, o chamou de macaco. “Bandas que admiro, rolê legal, mas infelizmente a gente incomoda nos espaços que ocupamos e isso é triste”, lamentou.

O empresário, músico e sócio da marca Lab Fantasma, que também é uma produtora independente, participou de quase todos os Lollas em São Paulo, tendo faltado em apenas um.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Ai gente, ri não mais morry veado. Amor vamos negociar @raissafumagalli 📸

A post shared by Evandro Fióti (@fiotioficial) on

Apesar do episódio de racismo, Fióti não se deixou abalar e curtiu muito o festival. Ele ainda teve a chance de conhecer a cantora Jorja Smith. A assessoria do Lollapalooza ainda não se pronunciou sobre o caso.

Publicidade