Faculdade: o que fazer quando não gostar do curso?

O programa ‘Como Será’, deste sábado, vai dar boas dicas sobre como agir nessa situação

Prestar vestibular, ser aprovada, começar a faculdade que você tanto sonhou… E, de repente, você percebe que não gosta tanto assim daquela profissão. Passar por esse momento de dúvida traz muitas inseguranças e, para ajudar quem está enfrentando essa situação, o programa Como Será?, deste sábado (28), contará a história da Thaís Alves Ferreira, que está pensando em desistir do curso de Comércio Internacional.

 (iStock/Reprodução)

Thaís percebeu que não gostava tanto assim da profissão quando teve a oportunidade de vivê-la na prática. “Eu fiz dois estágios na área que eu estava cursando e, depois de realmente experimentar e ver como é a atuação, eu percebi que não era isso que eu queria. Foi bem diferente do que eu imaginava. Na prática, as coisas são bem mais complexas do que na teoria e o que eu pensei que gostaria, vi que não me dava bem com isso”, disse em entrevista à CAPRICHO.

Além da insegurança por ter que fazer uma nova escolha de curso, essa situação pode trazer também decepção para o estudante, afinal, expectativas foram criadas em relação à carreira que não deu certo. Mas, nada de encarar isso como um erro, pois não existe um caminho linear quando pensamos em nossas carreiras e cada passo dado é um aprendizado importante na trajetória profissional.

Muitas vezes precisamos iniciar um curso ou atuar numa área por um tempo para percebermos o que de fato condiz com nossas expectativas iniciais e quais são os aspectos negativos. Ao se encaminhar para outra área ou curso, essa experiência não foi perdida. Pelo contrário, traz maturidade, autoconhecimento e é uma bagagem de conhecimento que se somará às futuras experiências”, explicou Marcos Lanner, psicólogo, orientador profissional e consultor do quadro Qual vai ser?, do Como Será?.

Sandra Annenberg, apresentadora, junto com a Thaís Ferreira.

Sandra Annenberg, apresentadora, junto com a Thaís Ferreira. (Reprodução/Reprodução)

Thaís tinha certeza de que o Comércio Internacional era a profissão da sua vida, mas, quando viu que não estava feliz no curso, preciso planejar novamente qual área gostaria de seguir: “Eu comecei a pensar em atividades que eu gostava de fazer e que me davam prazer de fato ao realizar. Revi também algumas opções anteriores que já tinha pensado alguma vez. Tudo isso junto com muita pesquisa me fez chegar a opção que escolhi experimentar no programa”.

Como a Thaís contou acima, muitas vezes o dia a dia da profissão é muito diferente da teoria do curso. Por isso, antes de tomar uma decisão sobre qual área seguir, é importante pesquisar sobre as matérias e, também, as possíveis maneiras de atuar na profissão. “Uma forma interessante de conseguir informações sobre uma carreira é com os próprios alunos dos cursos. Através de grupos no Facebook ou dos Centro Acadêmicos das faculdades, é possível contato com alunos que se disponham a contar um pouco mais sobre o curso. Por fim, o jovem pode conversar com profissionais já formados para conhecer sobre as possibilidades de atuação e já pegar dicas sobre como planejar a própria carreira”, explica Marcos Lanner.

O orientador Marcos Lanner, a apresentadora Sandra Annenberg, a estudante Thaís Ferreira e a mãe de Thaís, Marlene.

O orientador Marcos Lanner, a apresentadora Sandra Annenberg, a estudante Thaís Ferreira e a mãe de Thaís, Marlene. (Reprodução/Reprodução)

Conversar com seus pais ou responsáveis pode te ajudar bastante durante essa situação. Desabafar sobre suas frustrações e o que não está te agradando pode te ajudar a ver quais outras opções de profissão você poderia se identificar.

Escolher é sempre um passo para o desconhecido, não há como prever todas as variáveis nem ter garantia de plena satisfação. Por tanto, muita coisa só percebemos depois de tomada a decisão. O mais importante é aproveitar ao máximo a experiência que teve, buscando identificar o que gostou e o que não gostou no curso que escolheu, ponderar sobre como foi feita essa escolha, o que foi priorizado e o que foi frustrado. São informações fundamentais para realizar uma nova escolha, agora com mais experiência e mais informações”, aconselha Marcos.

Para saber mais dicas sobre como lidar com essa situação, assista ao programa Como Será?, neste sábado (28), das 7h às 9h.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s