Estou em dúvida entre as áreas de humanas ou exatas. Como decidir?

O programa ‘Como Será?’, deste sábado, vai falar sobre os dois campos de atuação e esclarecer os estereótipos de cada um

Estar em dúvida sobre qual curso prestar é uma situação comum na vida do vestibulando. Às vezes, durante o momento de escolha, pode surgir uma indecisão entre dois campos aparentemente ‘opostos’, como, por exemplo, humanas e exatas. Mas, será que existe mesmo uma noção de áreas opostas ou esta ideia é apenas um estereótipo das profissões?

 (iStock/Reprodução)

Para o psicólogo e orientador Marcos Lanner, a ideia de oposição entre as áreas está cada vez mais ultrapassada: “Primeiro, é necessário identificar de que forma as carreiras se opõem, se é que se opõem. Em uma carreira do campo das exatas como Matemática, por exemplo, caso o profissional siga pela opção de dar aulas, ele estará lidando com pessoas o tempo todo e terá que conhecer sobre processos de aprendizagem, desenvolvimento humano e psicologia, que são saberes do campo de humanidades. Cada vez menos é possível separar os campos de humanas, exatas e biológicas, pois as áreas do conhecimento estão conectadas e invariavelmente circularemos entre elas ao longo de nossas trajetórias profissionais. Acho importante não se prender a esses estereótipos dos campos de conhecimento e sim voltar-se para o que você busca em cada opção: quais os pontos fortes e fracos de cada carreira para você?”.

Se informar sobre como funciona a graduação, quais as opções de atuação da profissão e como é a aplicação prática do que será aprendido durante a faculdade podem ser boas maneiras de esclarecer as dúvida. Uma dica do orientador Marcos Lanner pode ajudar quem esta buscando este tipo de informação: “No caso de carreiras com registro profissional como Psicologia, Medicina e Advocacia, por exemplo, é possível visitar a página online das respectivas entidades (Conselho Federal de Psicologia, Conselho Federal de Medicina e Ordem dos Advogados da União), que são responsáveis pelo registro de cada uma e conhecer mais sobre as áreas das especialidades”.

Quando chega o momento de escolher a área do curso, é natural que levantemos também as opções mais tradicionais de cada uma. Porém, é importante buscar conhecer outras formas de atuação em cada setor, pois o mercado de trabalho está em constante evolução e o estudante pode se surpreender ao se identificar com uma profissão mais nova. “Medicina, Engenharia e Direito são as carreiras mais antigas e ainda hoje configuram entre as mais procuradas. No entanto, se olharmos para a relação candidato por vaga da FUVEST (entidade responsável por organizar o vestibular para ingresso na USP), vemos que nos últimos anos carreiras como Psicologia, Relações Internacionais e Audiovisual entraram também para o ranking das mais disputadas”, explica Marcos Lanner.

Segundo o orientador, é necessário que o estudante avalie vários aspectos antes de fazer a decisão sobre o vestibular: “Lembre-se de que o curso de graduação formará sua maneira de ver e agir no mundo, é como uma prancha com a qual você vai surfar pelos mares futuros. Portanto, deve escolher não só aquele que te atrai, mas também com o qual se sente mais confortável”.

O estudante Arthur no quadro ‘Qual Vai Ser?’, do programa ‘Como Será?’.

O estudante Arthur no quadro ‘Qual Vai Ser?’, do programa ‘Como Será?’. (Globo/Divulgação)

Neste sábado, o programa Como Será?, da Rede Globo, vai contar a história do Arthur, de 16 anos, que está no último ano do ensino médio e enfrenta a dúvida entre as áreas de humanas e exatas. Além do colégio, o estudante também frequenta o curso técnico de edificações e daí veio a ideia de prestar vestibular para Engenharia Civil. Porém, a família de Arthur acredita que ele deveria considerar também o Direito, por ser uma pessoa falante e expansiva. No programa, o aluno será contemplado com mais uma opção, a experiência como professor de Matemática, que foi uma sugestão do orientador vocacional.

Assista ao programa deste sábado, 12, das 7h às 9h, e tire suas dúvidas sobre as diferentes áreas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s